Carregando...

Internacional

Governo austríaco liga atentado em Viena ao Estado Islâmico

Um dos suspeitos do ataque, que estava carregando um rifle e um falso cinturão suicida, acabou morto pela polícia

Por Estadão Conteúdo

O governo austríaco informou na manhã desta terça-feira, 3, que quatro pessoas morreram após um ataque a tiros no centro de Viena na noite da véspera. O ministro do Interior do país, Karl Nehammenr, disse que dois homens e uma mulher morreram após serem atingidos por tiros. Um dos suspeitos do ataque, que estava carregando um rifle e um falso cinturão suicida, acabou morto pela polícia.

Nehammer afirmou que investigações iniciais revelaram que o suspeito morto tem ligações com o grupo extremista Estado Islâmico. O ministro, no entanto, não revelou a identidade do homem e não deu informações sobre os demais suspeitos de participação no ataque.

O governo pediu que os habitantes de Viena permanecessem em casa nesta terça, já que a investigação do caso e a busca dos suspeitos seguiam em andamento. Além dos mortos, quinze pessoas ficaram feridas no ataque, que começou por volta das 20h da segunda-feira, 2, em bares e restaurantes nas proximidades da principal sinagoga de Viena

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais