Carregando...

Internacional

Polícia australiana prende homem que matou brasileiro com soco no rosto

Ricky Lefoe agrediu e matou o brasileiro em uma briga que começou com o roubo de batatas fritas, em Gold Coast

Por Marcello Oliveira

A polícia australiana divulgou nesta segunda-feira (05), imagens da prisão do homem que teria matado um brasileiro com um soco no rosto durante um briga, na cidade de Gold Coast, em outubro de 2019. A prisão ocorreu em 23 de março, em Sydney, dois meses após a polícia iniciar uma investigação de assalto e tentativa contra a vida de um caminhoneiro, segundo informou a rede de notícias SBS. Quatro homens foram presos, entre eles o australiano Ricky Lefoe, que estava respondendo pela morte do brasileiro em liberdade após pagar fiança.

Em outubro de 2019, o brasileiro Ivan Susin, de 29 anos, que morava na Austrália, foi agredido com um soco fatal no rosto enquanto tentava defender uma pessoa que havia tido suas batatas fritas roubadas no badalado bairro de Surfers Paradise, no balneário de Gold Coast. Com o soco, Ivan caiu e bateu com a cabeça no chão. A agressão aconteceu praticamente na porta do hotel Hilton, onde o agressor, Ricky Lefoe, morador de Sydney, estava hospedado. A vítima foi levada em para o Hospital Universitário de Gold Coast, onde ficou em coma por 12 dias antes de falecer. O agressor foi preso pela polícia ainda no hotel e levado à corte, que o autorizou responder em liberdade e voltar ao seu estado, após pagar uma fiança de $50 mil dólares australianos (cerca de R$ 216 mil) e ter o passaporte apreendido.

Agora o suspeito ficará preso em Sydney até ser julgado pelo crime contra o caminhoneiro e logo depois ser deportado para o estado de Queensland, para responder pelo assassinato do Brasileiro em Gold Coast.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais