98 Live - Logo
  1. News
  2. Meio ambiente
  3. Valor de compensação por tragédia de Brumadinho deve sair em novembro

Valor de compensação por tragédia de Brumadinho deve sair em novembro

Auxílio pago a atingidos pela foi prorrogado até novembro

Por João Henrique do Vale e João Pedro Martins - Meio ambiente23/10/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

O acordo bilionário entre a Vale e o Governo de Minas para compensação dos efeitos do rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, deve ser firmado em 17 de novembro. O repasse da mineradora pode chegar a até R$ 55 bilhões.  As partes envolvidas na  primeira audiência de conciliação, realizada nessa quinta-feira, saíram satisfeitos.

Nesta primeira audiência, houve acordo em sete das nove premissas apresentadas pela Vale. Essas premissas serão avaliadas nos próximos dias e o valor da compensação deve ser definido na próxima audiência, no próximo mês.

Um estudo feito pela Fundação João Pinheiro (FJP) estima que as perdas econômicas da tragédia tenham chegado a R$ 26 bilhões. Outros R$ 28 bilhões solicitados seriam para

cobrir danos morais coletivos e sociais. Esses valores não levam em conta as indenizações individuais, que ainda estão em curso. Até agora, cerca de 8.000 pessoas foram indenizadas, totalizando R$ 4 bilhões em reparações.

Por meio de nota, o Governo de  afirmou que  "as partes evoluíram em premissas e nos fundamentos do acordo". E que está confiante para homologação do acordo no próximo encontro. O Procurador-geral de Justiça Antônio Sérgio Tonet, também afirmou que os valores devem ser decididos em 17 de novembro.

A Vale também avaliou como positiva a audiência e afirmou que vai continuar "mantendo o diálogo construtivo com os representantes do Poder Público e instituições de justiça para a construção das premissas de um acordo em benefício de toda a sociedade, em especial as populações de Brumadinho e dos municípios da calha do rio Paraopeba".

Auxílio Pago aos Atingidos

O auxílio emergencial para os atingidos pelo rompimento da barragem em Brumadinho foi prorrogado até o dia 30 de novembro. A ajuda seria suspensa neste próximo domingo.

O prolongamento da ajuda foi decidido ontem em uma audiência envolvendo a mineradora Vale e o governo do estado de Minas Gerais. 

O evento tinha a intenção de firmar um acordo entre as duas partes sobre reparação dos danos causados pelo rompimento da barragem em Brumadinho, o que não aconteceu. A empresa pediu para que 9 pontos da proposta de acordo fossem revistos e uma nova reunião foi marcada para o dia 17 do mês que vem.

Os últimos dias foram marcados por manifestações dos moradores da cidade. Mais de 106 mil moradores de Brumadinho e de regiões perto do leito do Rio Paraopeba até a cidade de Pompéu recebem auxílio da mineradora.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.