98 Live - Logo
  1. News
  2. Polícia
  3. Minas tem queda de 33% nos crimes violentos, segundo balanço do governo

Minas tem queda de 33% nos crimes violentos, segundo balanço do governo

Índices indicam o melhor resultado dos últimos 9 anos, segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública

Por Da redação - Polícia16/12/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Minas teve o segundo ano consecutivo de redução da criminalidade, de acordo com balanço divulgado nesta quarta-feira (16) pela Secretaria de Estado de Segurança Pública

Segundo o boletim, o Estado fecha os primeiros 11 meses de 2020 com uma queda de 33,3% nos crimes violentos. Os índices indicam o melhor resultado dos últimos 9 anos.

O indicador crimes violentos é o somatório dos seguintes crimes: homicídio tentado e consumado, extorsão mediante sequestro, sequestro e cárcere privado tentado e consumado, estupro tentado e consumado, estupro de vulnerável tentado e consumado, roubo tentado e consumado e extorsão tentada e consumada.

O acumulado dos 11 meses mostra uma redução de 5,8% nas vítimas de homicídios – número menos influenciado pelo isolamento social, segundo avaliação das forças de segurança. O homicídio tentado caiu 13,9%. 

O único dos 15 crimes monitorados pelo Observatório de Segurança Pública da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) que permanece em vermelho é a extorsão tentada (+12,8%) – delito no qual o bandido não teve êxito ao tentar constranger a vítima a fazer algo, com o intuito de obter vantagem indevida.

Violência contra a mulher

Assunto muito discutido em 2020 em razão do isolamento social, a violência doméstica e familiar contra a mulher se mantém em queda em Minas Gerais na avaliação do período de janeiro a novembro de 2020. Dados da Polícia Civil apontam que as ocorrências de feminicídios consumados em Minas apresentaram diminuição de 5,4%, passando de 129 casos entre janeiro e novembro de 2019 para 122 no mesmo período deste ano.

Já os registros de violência doméstica, no geral, têm diminuição de 2%, passando de 137.105 registros em 2019 para 134.348 neste ano. Vale ressaltar que, desde o início da pandemia, esses dados passaram a ser divulgados mensalmente para todos os cidadãos por meio do site da Sejusp (www.seguranca.mg.gov.br).