98 Live - Logo
  1. News
  2. Política
  3. Mandetta diz que população não sabe se escuta ministro ou presidente da República

Mandetta diz que população não sabe se escuta ministro ou presidente da República

Mandetta afirmou que os meses de maio e junho serão os mais duros no enfrentamento da Covid-19 no país

Por Da redação - Política13/04/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Em entrevista exibida ontem pelo Fantástico, da TV Globo, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, fez um apelo para que as pessoas mantenham o isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus. Mandetta também mandou um recado para o presidente Jair Bolsonaro, cobrando uma “fala única” sobre a pandemia. O chefe do executivo Federal e o Ministro vem adotando posturas diferentes desde o início da crise do coronavírus. 

Mandetta afirmou que os meses de maio e junho serão os mais duros no enfrentamento da Covid-19 no país, contrariando a posição de Bolsonaro, que disse ontem, em videoconferência com lideranças religiosas, que a “questão do vírus está começando a ir embora”.

Mandetta afirmou “Eu espero que essa validação dos diferentes modelos de enfrentamento dessa situação possa ser comum e que a gente possa ter uma fala única. Isso leva para o brasileiro uma dubiedade. Ele não sabe se escuta o ministro da Saúde, o presidente”. Em outro momento o ministro disse “Isso preocupa, porque a população olha e fala assim ‘Será que o ministro da Saúde é contra o presidente’? 

Bolsonaro vem demonstrado insatisfação com a postura e o discurso de Mandetta desde que se iniciou a crise. A maior questão de conflito entre os dois é a respeito do isolamento social. Sobre isso o ministro disse “Se eu estou ministro da Saúde é por obra de nomeação do presidente. O presidente olha pro lado da economia. O Ministério da Saúde entende a economia, mas chama pelo lado de proteção à vida”. O total de vítimas da Covid-19 já ultrapassou 100 mil mortos no mundo todo.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.