98 Live - Logo
  1. News
  2. Política
  3. Mandetta é demitido do Ministério da Saúde

Mandetta é demitido do Ministério da Saúde

Decisão foi anunciada na tarde desta quinta-feira (16) após reunião com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto

Por Fernando Motta - Política16/04/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

(foto: Marcello Casal Jr.)

Luiz Henrique Mandetta não é mais o ministro da Saúde. A decisão foi anunciada pelo próprio Mandetta através de sua conta no Twitter, na tarde desta quinta-feira (16).

"Acabo de ouvir do presidente Jair Bolsonaro o aviso da minha demissão do Ministério da Saúde. Quero agradecer a oportunidade que me foi dada, de ser gerente do nosso SUS, de pôr de pé o projeto de melhoria da saúde dos brasileiros e de planejar o enfrentamento da pandemia do coronavírus, o grande desafio que o nosso sistema de saúde está por enfrentar. Agradeço a toda a equipe que esteve comigo no MS e desejo êxito ao meu sucessor no cargo de ministro da Saúde. Rogo a Deus e a Nossa Senhora Aparecida que abençoem muito o nosso país", escreveu o ministro.

A mensagem foi publicada após reunião de Mandetta com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto.

Em entrevista coletiva do Ministério da Saúde logo após o anúncio, Mandetta dedicou seu tempo a agradecer a equipe com quem trabalhou e voltou a falar em gratidão ao presidente. "Deixo o Ministério da Saúde com muita gratidão ao presidente Jair Bolsonaro", disse, ressaltando ainda que teve uma conversa amistosa com Bolsonaro.

Ele pediu que a equipe trabalhe para fazer uma transição suave no ministério. "Trabalhem pelo próximo ministro como trabalharam pra mim", disse.

Uma pesquisa divulgada hoje pela Atlas mostra que 76,2% dos brasileiros era contra a demissão de Mandetta.

Bolsonaro começou a receber nesta quinta-feira os cotados para substituir Mandetta. O primeiro "entrevistado" foi o oncologista Nelson Teich, que atuou na campanha eleitoral do presidente e tem apoio da classe médica. Diante da possibilidade de deixar o cargo, o titular admitiu nesta quarta-feira que "há um descompasso" entre as diretrizes da pasta e o presidente. Segundo Mandetta, Bolsonaro "claramente externa que quer outro tipo de posição" em relação ao combate da covid-19.

Segundo fontes do Planalto, o presidente deu início ao processo de substituição de Mandetta depois de considerar uma provocação a entrevista do ministro ao programa Fantástico, no domingo passado, na qual ele cobrou uma "fala única" do governo quanto às medidas de controle da pandemia.