Carregando...

Política

Operação combate crimes eleitorais em cidade mineira

Investigações apontam que o grupo usava a máquina pública municipal para coagir outros servidores a votarem na candidatura do atual vice-prefeito de Perdizes ao cargo de prefeito

Por João Henrique do Vale

O vice-prefeito de Perdizes e dois funcionários da administração municipal são alvos de uma operação nesta sexta-feira. A Polícia Civil e o Ministério Público Eleitoral combatem o crime eleitoral na cidade. Investigações apontam que o grupo usava a máquina pública municipal para coagir outros servidores a votarem na candidatura do atual vice-prefeito ao cargo de prefeito.

Estão sendo cumpridos três mandados de mandados de prisão temporária, contra o vice-prefeito e de dois funcionários da prefeitura. Segundo a Polícia Civil, eles utilizavam o poder econômico e de influência política para ocultar provas e dificultar as investigações.

Também foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão, incluindo buscas na casa de dois vereadores de Perdizes. Foram apreendidos documentos, dinheiro, aparelhos celulares e computadores.

De acordo com as investigações, foi constatado que o vice-prefeito de Perdizes e seus apoiadores forneciam materiais de construção -como tijolos, cimento, areia, telhas e portas- para eleitores em troca de voto.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais