98 Live - Logo
  1. News
  2. Política
  3. Operação combate o crime de rachadinha na Câmara Municipal de Nova Lima

Operação combate o crime de rachadinha na Câmara Municipal de Nova Lima

Mandados são cumpridos na manhã desta terça-feira pela Polícia Civil e o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG)

Por João Henrique do Vale - Política11/05/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Uma operação conjunta entre a Polícia Civil e o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) combate o crime de rachadinha na Câmara Municipal de Nova Lima, cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Estão sendo cumpridos, na manhã desta terça-feira, 13 mandados de busca e apreensão e dois de prisão. 

Estão sendo investigados um vereador e o chefe de gabinete. Os nomes não foram informados. Os mandados estão sendo cumpridos na casa e no gabinete do parlamentar, na residência do chefe do gabinete e de outros agentes públicos envolvidos, além do imóvel de um empresário e a sede da empresa dele. 

As investigações apontam indícios de que ao menos um vereador de Nova Lima recebeu valores oriundos dos salários de assessores parlamentares, o que configura o crime de rachadinha, agindo, para a execução dos atos ilícitos, com o auxílio do seu chefe de gabinete e outros integrantes de seu staff.

O MPMG e a PCMG apontam, ainda, a estreita relação entre o vereador e um empresário de Nova Lima. A empresa do investigado firmou contratos com o município, por possível influência do parlamentar para a contratação da pessoa jurídica pelo poder público. 

Os trabalhos são o desdobramento da operação “Contrato Leonino”, deflagrada em dezembro de 2020 pela Polícia Civil do Estado de Minas Gerais, e resultado das diligências investigativas realizadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Grupo Especial de Promotores de Justiça de Defesa da Probidade Administrativa e do Patrimônio Público (GEPP) e Grupo de Combate às Organizações Criminosas (GCOC).