98 Live - Logo
  1. News
  2. Saúde
  3. “Acima da média”, avalia Zema sobre combate à Covid-19 no estado

“Acima da média”, avalia Zema sobre combate à Covid-19 no estado

Em entrevista ao Central 98, governador falou sobre testes, hospital de campanha e pagamento de servidores

Por Lucas Rage - Saúde15/06/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, avaliou como “acima da média” a situação do novo coronavírus no estado.

"Dentro do contexto Brasil, Minas Gerais só é superado pelo estado do Mato Grosso do Sul, no que diz respeito a mortes por 100 mil habitantes”, afirmou o governador em entrevista ao Central 98. 

Zema lamentou as 481 mortes pela Covid-19 no estado, registradas em balanço divulgado nesta segunda-feira pela Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG).

Segundo o governador, Minas conseguiu controlar a doença por aderir com antecedência as medidas de isolamento social. “Tivemos, em Minas Gerais, 4 a 5 semanas em que todas as lojas ficaram fechadas”, disse.

Minas Consciente

Zema afirmou que, a partir desta semana, Policiais Militares serão orientados a abordar cidadãos que estiverem aglomerando e não estiverem usando máscaras. A medida será aplicada em municípios que adotaram o Programa Minas Consciente, que propõe medidas de retomada da economia no estado.

Ainda conforme o governador, o programa tem se mostrado bem-sucedido por contar com a chancela do Ministério Público de Minas Gerais. “Não temos como obrigar os prefeitos [a aderirem o Minas Consciente]. Mas nós sabemos que, caso os prefeitos decidam aderir, eles vão estar mostrando seriedade”.

Hospital de Campanha

Zema não apresentou uma data de abertura do Hospital de Campanha, construído em parceria com a Fiemg no Expominas. Entretanto, o governador afirmou que a estrutura está pronta para uso. 

“O Hospital de Campanha já está pronto há quase 60 dias. Felizmente não precisou ser utilizado. Assim que detectarmos que os hospitais mineiros estiverem na iminência de ficarem lotados, o Hospital de Campanha será acionado”, afirmou.

Testes Covid-19 em Minas

O governador de Minas confirmou que a testagem em massa não é uma prioridade no combate à Covid-19, neste momento. 

“O ideal seria testarmos os 21 milhões de mineiros semanalmente. Esse seria o mundo dos sonhos. Toda semana termos um mapa completo de como estão os casos no estado”, disse. “Ms temos aqui de separar o mundo da teoria do mundo real. Nossos recursos são escassos, então priorizamos na aquisição de respiradores e leitos — são eles que salvam vidas”, continuou.

“Precisamos lembrar também que Minas testa menos, pois temos menos doentes. Temos cerca de 2% de infectados pelo Coronavírus. Temos ainda uma ocupação, no geral, de 40% dos leitos nos hospitais, o que é um colchão de segurança”, completou.

Pagamento de servidores

O governador admitiu dificuldade em definir a escala de pagamento dos servidores estaduais. 

"Desde fevereiro do ano passado, conseguimos passar uma previsão da data do pagamento. Isso foi um avanço, mas não uma solução completa. Com o advento da pandemia, tivemos uma deterioração muito grande do fluxo de caixa. Com isso perdemos a condição de dar a data de pagamento, para os últimos meses”.

O governador anunciou ainda o pagamento dos servidores, referente ao mês de junho. Segundo ele, a primeira parcela será paga hoje, com a segunda ficando prevista para até o último dia útil do mês.

Confira a entrevista completa com o governador Romeu Zema: