98 Live - Logo
  1. News
  2. Saúde
  3. 'Ainda não há demanda para Hospital de Campanha', diz Secretaria de Saúde em MG

'Ainda não há demanda para Hospital de Campanha', diz Secretaria de Saúde em MG

Secretário adjunto Marcelo Cabral disse que o principal foco é utilizar o hospital para aqueles pacientes que já não tenham mais necessidade de tratamento em uma UTI mas ainda necessitam de um leito

Por Fernando Motta - Saúde14/07/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

O secretário adjunto de Saúde em Minas, Marcelo Cabral, disse em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (14) que o Hospital de Campanha em Belo Horizonte, que começou a funcionar ontem com 30 leitos, é considerado uma reserva técnica para quando a ocupação de leitos na rede convencional atingir o nível máximo.

"Não há demanda, portanto ele está sendo preparado para ficar como uma complementação para o sistema de saúde. O objetivo é desafogar a estrutura convencional de saúde", disse.

Segundo ele, o principal foco é utilizar o hospital para aqueles pacientes que já não tenham mais necessidade de tratamento em uma UTI mas ainda necessitam de um leito. "Poderemos então retirá-los dos leitos de UTI e colocá-los num leito clínico com possibilidade de monitoramento", explicou.

Pico da Covid-19 em Minas

O secretário de Saúde Carlos Eduardo Amaral falou sobre a aproximação do pico da Covid-19 em Minas, previsto para esta quarta-feira (15), e pediu a colaboração da população com as medidas de isolamento para que, após esse pico, Minas possa registrar um plateau - que seria uma estabilidade.