98 Live - Logo
  1. News
  2. Saúde
  3. BH tem aumento no índice de transmissão e na ocupação de UTIs Covid

BH tem aumento no índice de transmissão e na ocupação de UTIs Covid

Número médio de transmissão por infectado (Rt) voltou a crescer nesta semana e está em 1,02. UTIs Covid têm ocupação de 89%

Por Fernando Motta - Saúde24/07/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Pela primeira vez desde domingo, a ocupação de leitos UTI Covid voltou a subir e está em 89%, dois pontos percentuais a mais do que o último balanço divulgado pela Prefeitura de Belo Horizonte. A secretaria traz sempre os números relativos ao dia anterior à divulgação do levantamento, portanto, de quinta-feira (23).

Houve abertura de dois novos leitos de tratamento intensivo na capital, que agora somam 410. No caso dos leitos Enfermaria Covid, o índice de ocupação está em 73% - queda de dois pontos percentuais -, com 1.115 unidades.

De acordo com o balanço divulgado nesta sexta-feira (24), Belo Horizonte alcançou a marca de 432 mortes pelo novo coronavírus. O dado representa um aumento de 15 óbitos em relação ao balanço divulgado na sexta-feira (17). Os casos confirmados da doença na capital somam 16.670.

Crescimento do índice de transmissão

Ainda segundo o boletim divulgado pela PBH, o número médio de transmissão por infectado (Rt) na capital, que na semana passada atingiu 1,00, voltou a crescer. Na média dos últimos sete dias atingiu 1,02, o que segundo a prefeitura demonstra que o número de casos tende a permanecer elevado.

Diante de tais indicadores, o termômetro da Covid-19 permaneceu, pela sétima semana consecutiva, no nível de alerta geral vermelho (máximo), o que balizou a decisão da Prefeitura por manter a cidade na fase de controle no processo de reabertura do comércio.

Balanço

Dados da Secretaria Municipal da Saúde demonstraram que na quinta-feira passada, dia 17, Belo Horizonte contabilizava 13.559 casos confirmados de Coronavírus e 320 óbitos. Nessa quinta-feira, dia 23, o número de casos saltou para 16.100 e o de mortes para 417. Aumento de 18% e 30%, respectivamente, em apenas sete dias.

Mesmo não permitindo a flexibilização neste momento, a Prefeitura alega que continuará mantendo o diálogo e a transparência na mesa de negociações com as entidades representativas dos diversos setores econômicos.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.