98 Live - Logo
  1. News
  2. Saúde
  3. BH tem domingo movimentado, apesar do isolamento social

BH tem domingo movimentado, apesar do isolamento social

Pessoas desrespeitam as orientações de saúde e causam aglomeração na capital

Por João Pedo Martins - Saúde31/05/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Com a pista de caminhada da avenida dos Andradas fechada pela Prefeitura de Belo Horizonte para combate à covid-19, muitas pessoas acharam um jeito de desrespeitar as orientações de restrição social das autoridades de saúde. Pedestres e ciclistas passaram a usar uma parte aberta da avenida, destinada à circulação de automóveis e que fica em frente ao complexo penitenciário Estevão Pinto, para fazerem seu lazer durante a manhã deste domingo (31).

Quando questionados sobre a circulação das pessoas no local, dois guardas municipais que faziam a fiscalização da avenida disseram que as regras estabelecidas pela prefeitura faziam referência apenas à parte reservada para a caminhada das pessoas, e que o cumprimento das regras de isolamento dependia da consciência individual dos cidadãos. 

Enquanto isso, aglomerações se formavam do outro lado das grades de proteção. Era possível ver pais e filhos com bicicletas, senhores de idade caminhando tranquilamente sem máscaras e pessoas indo em direção ao supermercado que fica próximo à pista.

Alguns minutos depois, a viatura com os guardas municipais que fiscalizavam a parte interditada da pista saiu. Com isso, as pessoas que se aglomeravam na parte permitida aos carros passaram a invadir a pista de caminhada barrada pela PBH, deslocando as grades colocadas para impedir a passagem. Questionado sobre a situação, a Guarda Municipal disse:

"A Guarda Civil Municipal destaca que todo o seu efetivo (composto por 2.064 agentes) está atuando nas ruas de Belo Horizonte, dividido em turnos, desde a segunda quinzena de março, quando foram estabelecidas as primeiras medidas voltadas para a prevenção contra a propagação do Coronavírus.

A conscientização da população tem sido o principal objetivo dos guardas municipais durante as abordagens a comerciantes e, sobreudo, a populares em todos os espaços públicos da capital que precisaram ter o acesso interditado para evitar a aglomeração de pessoas. 

Desde o dia 20 de março até ontem, dia 30 de maio, a Guarda Municipal realizou 26.939 abordagens de orientação a estabelecimentos comerciais, empresas e a populares em espaços públicos da capital.

As abordagens dos agentes acontecem durante patrulhas preventivas rotineiras, feitas espontaneamente por toda a cidade, ou com base em denúncias recebidas pelos canais disponibilizados pela Prefeitura de Belo Horizonte à população, que são o telefone 156 ou o Fale com a Ouvidoria."