98 Live - Logo
  1. News
  2. Saúde
  3. Em calamidade, Coromandel recebe força-tarefa da SES e decreta toque de recolher

Em calamidade, Coromandel recebe força-tarefa da SES e decreta toque de recolher

Secretário de Saúde Carlos Eduardo Amaral visita o município nesta terça-feira levando apoio médico da Polícia Militar. Prefeito implantou barreira sanitária nos acessos ao município e decretou toque de recolher

Por Fernando Motta - Saúde16/02/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Com 11 mortes registradas no último fim de semana e sem leitos de terapia intensiva, Coromandel, no Alto-Paranaíba, recebeu na manhã desta terça-feira uma força-tarefa enviada pelo Governo de Minas para lidar com o enfrentamento à Covid-19.

A equipe é composta por médicos da Polícia Militar - um intensivista, um infectologista, dois enfermeiros, dois fisioterapeutas e dois técnicos de enfermagem - além de dois médicos do Hospital Eduardo de Menezes e outra equipe de saúde do Corpo de Bombeiros.

Os profissionais chegaram ao aeroporto da cidade em uma aeronave da Polícia Militar, acompanhados do secretário estadual de Saúde, Carlo Eduardo Amaral.

Os médicos militares permanecerão na cidade por 48 horas, quando serão substituídos por outra equipe. A troca neste intervalo de tempo seguirá até a estabilização da crise.

O secretário de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, visitou a Santa Casa de Misericórdia do município. “O nosso objetivo é ajudar no que for preciso, tanto na organização da regulação, do fluxo de pacientes, quanto na estruturação da assistência”, explicou.

Toque de recolher

Em estado de calamidade desde a semana passada, o município de pouco mais de 27 mil habitantes agora terá barreiras sanitárias em todos os acessos, além de toque de recolher das 20h até as 5h da manhã do dia seguinte. Neste período, qualquer pessoa fica impedida de circular pelas ruas, a não ser com devida comprovação de que a atividade está correlacionada aos serviços e atividades essenciais na cidade. A medida é válida até o dia 23 deste mês.

Desde o início de fevereiro, foram necessárias 34 transferências de pacientes para outros municípios. No domingo (14), cinco pacientes de Coromandel e quatro de Monte Carmelo foram transferidos para Divinópolis.

Uberlândia

Após a visita a Coromandel, o secretário Carlos Eduardo Amaral irá para Uberlândia, sede da macrorregião Triângulo Norte. Segundo ele, o objetivo é avaliar as medidas necessárias de isolamento social e ampliação da capacidade assistencial do número de leitos. No município, o secretário de Estado de Saúde também visitará o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia.

De acordo com dados da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, 94% dos 254 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da rede pública da macrorregião do Triângulo do Norte estão ocupados. Há apenas 15 leitos de UTI disponíveis para todas as doenças. A taxa de ocupação de leitos de enfermaria é de 96%.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.