Carregando...

Saúde

Governo muda estratégia de vacinação contra Covid e não mais reservará 2ª dose

Ministro da Saúde Eduardo Pazuello justificou a medida dizendo que o ritmo de chegada de novas doses vai se acelerar daqui para frente, não se fazendo mais necessária a reserva da metade dos imunizantes para aplicação da segunda dose

Por Da redação

Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou nesta sexta-feira (19) que irá fazer uma mudança na estratégia da vacinação contra a Covid-19 a partir da chegada de novas doses da vacina. Dessa nova remessa, não haverá reserva de uma segunda dose do imunizante para quem já recebeu a primeira.

Pazuello justificou a medida dizendo que o ritmo de chegada de novas doses vai se acelerar daqui para frente, não se fazendo mais necessária a reserva da metade dos imunizantes para aplicação da segunda dose.

O Ministério da Saúde informou que 4,7 milhões de doses começarão a ser distribuídas na semana que vem. Todos os imunizantes serão destinados apenas para a primeira dose.

Pazuello se reuniu nesta manhã com representantes da Frente Nacional dos Prefeitos. Ele anunciou que as doses serão entregues até o início de março.

Dessas novas vacinas, 2,7 milhões de doses são da Coronavac, produzidas no Brasil pelo Instituto Butantan. As outras 2 milhões são da AstraZeneca/Oxford, importadas da Índia.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais