98 Live - Logo
  1. News
  2. Saúde
  3. Hospital de Campanha: funcionários foram remanejados sem aviso prévio

Hospital de Campanha: funcionários foram remanejados sem aviso prévio

Funcionários chegaram nesta segunda-feira para trabalhar mas foram informados que seriam remanejados para outras unidades da Fhemig

Por Fernando Motta - Saúde18/08/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

O secretário-adjunto de Saúde, Marcelo Cabral, confirmou nesta terça-feira (18) que os funcionários contratados para trabalharem no hospital de campanha no Expominas, em Belo Horizonte, foram remanejados para outras unidades sem aviso prévio.

Em entrevista coletiva nesta tarde, Cabral disse que o contrato firmado com esses servidores previa a possibilidade de remanejamento. A decisão foi tomada na última sexta-feira (14), em uma reunião com o Ministério Público de Minas Gerais. No entanto, os cerca de 200 funcionários só foram informados da mudança quando chegaram para trabalhar nessa segunda-feira (17).

Segundo o secretário-adjunto, os funcionários darão suporte a hospitais da rede da Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig).

O hospital de campanha foi anunciado em março, com cerca de 768 leitos. Posteriormente, o governo decidiu que o hospital não teria leitos de UTI, apenas de enfermaria. A unidade nunca chegou a receber pacientes, segundo o governo porque a rede pública não chegou à lotação máxima.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.