Carregando...

Saúde

Índice de transmissão da Covid-19 em BH volta ao verde, mas ocupação de UTI sobe

Apesar da queda do índice RT, ocupação de UTI volta a subir e esbarra nos 100%; enfermaria também registra alta nas ocupações no mesmo dia em que toque de recolher no estado é cancelado

Por Marcello Oliveira

O boletim epidemiológico divulgado no início da noite desta segunda-feira (05) pela prefeitura de Belo Horizonte mostrou que o índice de ocupação dos leitos de UTI nos hospitais da rede SUS e na rede privada voltou a subir e foi de 92,5%, na última quinta-feira (01) para 98,8% nesta segunda. A ocupação de leitos de enfermaria também apresentou ligeiro aumento de 81,1% para 82,5%. Ambos indicativos estão em alerta vermelho, o máximo.

A notícia boa é que o índice RT, que mede o nível de transmissão por infectado na cidade caiu de 1,06 para 0,99, voltando ao nível verde pela primeira vez desde que BH voltou a restringir a abertura do comércio não essencial. Isso significa que cada grupo de 100 infectados, transmite o vírus para 99 pessoas. Segundo os epidemiologistas, se esse indicativo permanecer no nível verde por pelo menos duas semanas, considera-se que a transmissão do vírus está sob controle na cidade. Outra notícia boa é que o a incidência de Covid-19 acumulada nos 14 dias anteriores por 100 mil habitantes vem caindo dia a dia. Em 24/03 estava em 571,6 casos e ontem estava em 477 casos confirmados da doença para casa 100 mil moradores.

Foram contabilizados 3.129 novos casos da doença nos últimos quatro dias, o que significa uma média de 782 casos por dia em BH. A prefeitura não atualizou o número de óbitos por problemas técnicos para inserir os dados no sistema de contagem.

 Vacinação

Segundo o informativo da prefeitura de Belo Horizonte, já foram aplicadas na capital 317.235 vacinas como primeira dose e 104.044 como segunda dose de um total de 572.270 entregues para a cidade. 

Toque de recolher suspenso

Também na noite desta segunda-feira (05), após uma reunião entre o presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), Gilson Soares Lemes; o secretário de governo do Estado, Mateus Simões; o advogado-geral do Estado, Sérgio Pessoa; e o procurador-geral de Justiça adjunto, Carlos André Bittencourt e o deputado estadual Bruno Engler (PRTB), houve um entendimento para suspender o toque de recolher em todo o estado e permitir reuniões familiares a partir desta noite.A decisão é válida até quarta-feira (07), quando acontecerá nova reunião do comitê de enfrentamento da pandemia no Estado. Pelas redes sociais, o deputado Bruno Engler comemorou a decisão e considerou uma vitória. Bruno também chamou as ações do governo do Estado de inconstitucionais.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais