98 Live - Logo
  1. News
  2. Saúde
  3. Minas Consciente vai permitir abertura de todas as atividades em todas as ondas

Minas Consciente vai permitir abertura de todas as atividades em todas as ondas

Secretaria de Saúde reformulou o plano e recomendou distanciamento mais rigoroso, inclusive em estabelecimentos dos serviços essenciais. No entanto, todos os setores estão aptos à abertura, incluindo setor de eventos

Por Fernando Motta - Saúde27/01/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

No dia em que Minas Gerais registrou 216 mortes pela Covid-19, o maior número em 24 horas desde o início da pandemia, o Governo anunciou uma terceira versão do programa Minas Consciente, no qual permitirá a abertura de todos os setores do comércio. Em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, o Secretário de Estado de Saúde Carlos Eduardo Amaral, disse que "não se trata de uma flexibilização" e argumentou que as recomendações de distanciamento nos estabelecimentos ficou mais rigorosa.

A partir de agora, poderão funcionar - inclusive na onda vermelha - todos os setores do comércio, além de atrativos culturais e eventos. Amaral disse que a medida foi tomada para atender os setores que "estavam sem funcionar desde o início".

O argumento do Governo é de que 70% das atividades são consideradas essenciais e 30% são as não-essenciais. Seguindo essa lógica, a maioria das atividades - que estavam funcionando na onda vermelha - passam a ter maior critério de distanciamento, enquanto a minoria das atividades - que estavam proibidas de funcionar - abrem agora, também seguindo maior rigor de distanciamento.

Amaral disse que 79 mil empresas vão funcionar pela primeira vez desde o início da pandemia, abarcando um número de 308 mil trabalhadores. “A ideia é viabilizar o funcionamento de todos os setores, mas com restrições mais rigorosas inclusive para os que ja estão abertos. Com as novas regras, 100% abre, mas com mais restrições”, disse o secretário.

Confira os novos critérios de distanciamento para todos os serviços:

Distância linear:

  • 3 metros - onda vermelha
  • 1,5 metros - onda amarela
  • 1,5 metros - onda verde

Metragem quadrada:

  • 10 metros - onda vermelha
  • 4 metros - onda amarela
  • 4 metros - onda verde

Eventos:

  • 30 pessoas - onda vermelha
  • 100 pessoas - onda amarela
  • 250 pessoas - onda verde

Hotéis

  • 50% de ocupação - onda vermelha
  • 75% - onda amarela
  • 100% - onda verde

Protocolos

Segundo a Secretaria de Saúde, os estabelecimentos terão de seguir protocolos restritivos nas ondas vermelha e amarela. São eles:

  • Controle de fluxo de entrada nos estabelecimentos
  • Limite de uma pessoa por atendente no comércio não essencial
  • Proibição de autoatendimento
  • Medição de temperatura na entrada
  • Estímulo ao teletrabalho e agendamento de serviços

Na onda verde, os estabelecimentos seguirão o protocolo padrão.

'A pessoa sair e trabalhar, faz bem pra saúde'

O secretário Carlos Eduardo Amaral disse ainda durante a coletiva que o "trabalho é um determinante da saúde", o que pesou na decisão de reabertura dos setores não essenciais.

"A pessoa sair de casa e trabalhar, isso faz bem pra ela, faz bem pra saúde, faz bem pra emoção. Assim também como a atividade econômica ajuda a custear a saúde. Pensarmos de uma forma global é importante", disse.