98 Live - Logo
  1. News
  2. Saúde
  3. PBH tenta cassar liminares de lojas que conseguiram reabertura na Justiça

PBH tenta cassar liminares de lojas que conseguiram reabertura na Justiça

Secretário de Saúde não descarta lockdown na cidade e pede um esforço do poder Judiciário para manter estabelecimentos não-essenciais fechados

Por Central 98 - Saúde13/05/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

O secretário de saúde de Belo Horizonte, Jackson Machado, disse que a administração municipal tem se mostrado preocupada com a reabertura de estabelecimentos não-essenciais que conseguiram liminares na Justiça.

Em entrevista ao Central 98 nesta quarta-feira (13), ele disse que a prefeitura tenta a cassação dessas liminares e pediu um esforço do Judiciário para manter o isolamento. "Não há nada de essencial em comprar sapato nesse momento. Isso trabalha contra a saúde pública de Belo Horizonte nesse momento", avaliou.

Nesta tarde, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais suspendeu a liminar que autorizava a reabertura de uma academia no bairro João Pinheiro, na região Noroeste da capital. 

Ao todo, 70 lojas entraram na Justiça com pedido para reabertura. Até ontem, 18 tinham conseguido decisão favorável.

Lockdown não está descartado

Segundo o secretário, se houver um aumento na velocidade de transmissão do vírus e crescimento das taxas de ocupação de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), há possibilidade de se decretar um lockdown na cidade. "Essa preocupação de manter o distanciamento social, de usar máscara e aumentar a fiscalização e as barreiras sanitárias são uma tentativa de controlar isso antes que seja necessário determinar um lockdown na cidade", disse.

Belo Horizonte é hoje a cidade mineira com o maior número de casos da Covid-19. Em compensação, é uma das capitais no Brasil com menos infectados. Confira a entrevista completa do secretário sobre as ações para conter a propagação da doença: