Carregando...

Saúde

O Supremo Tribunal Federal (STF) pediu à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) que reserve 7 mil doses da vacina contra a Covid-19 que vem sendo desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford. 

O pedido consta de documento enviado nesta terça-feira à Fiocruz, e lista o imunizante para servidores do STF e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Segundo o ofício, a medida “é uma forma de contribuir com o país neste momento tão crítico da nossa história

Considerando se tratar de um produto novo e ainda não autorizado pela Anvisa, gostaria de verificar a possibilidade de reserva de doses da vacina contra o novo coronavírus para atender a demanda de 7 mil pessoas”, diz o documento, assinado pelo diretor-geral do Supremo, Edmundo Veras dos Santos Filho.

Um pedido semelhante foi feito pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, esta vacina contra a Covid-19 será produzida no Brasil pela Fiocruz, e é a principal aposta do Ministério da Saúde para o combate à Covid-19. As primeiras doses do imunizante devem ficar prontas em fevereiro.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais