98 Live - Logo
  1. News
  2. Saúde
  3. 'Vamos trabalhar até sairmos juntos', diz Mandetta ao recusar demissão de secretário

'Vamos trabalhar até sairmos juntos', diz Mandetta ao recusar demissão de secretário

O pedido tinha sido feito mais cedo pelo secretário de vigilância, Wanderson de Oliveira

Por João Henrique do Vale - Saúde15/04/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

O Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, não aceitou o pedido de demissão do secretário de vigilância, Wanderson de Oliveira. O pedido tinha sido feito mais cedo pelo secretário. Foi cogitado que a saída teria como motivação, as divergências com o presidente Jair Bolsonaro em relação ao isolamento social, e também por uma possível demissão de Mandeta.

Wanderson participou de entrevista coletiva no fim da tarde ao lado de Mandetta. Em sua fala, o ministro disse que os dois entraram juntos no Ministério da Saúde e irão sair juntos.

"Hoje teve muito ruído por conta do Wanderson. Já falei que não aceito. Wanderson continua, está aqui. Acabou esse assunto. Vamos trabalhar até o momento de sairmos juntos do Ministério da Saúde", comentou Mandetta. 

Oliveira é doutor em epidemiologia pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atua também como professor da Escola Fiocruz de Governo da Fundação Oswaldo Cruz, em Brasília, e é servidor público federal, enfermeiro epidemiologista do Hospital das Forças Armadas, do Ministério da Defesa. Tem mais de 20 anos de experiência profissional, sendo 16 anos no Ministério da Saúde, onde também atuou na coordenação da Resposta Nacional às Emergências do zika vírus, em 2015, e de H1N1, em 2009.