Carregando...

Cidades

Imagem: Divulgação / Corpo de Bombeiros - MG

"Algo nunca visto", diz prefeito sobre queda de rochas que matou 7 em Capitólio

O chefe do Executivo Municipal, Cristiano Gerardão, poribiu os passeios no local onde o acidente aconteceu e decretou luto oficial de 3 dias

Por Victor Duarte

Os passeios de lancha, na região onde aconteceu a queda de rocha no reservatório de Furnas, em Capitólio, na Região Centro-Oeste de Minas, foram proibidos pelo Executivo Municipal. A informação foi confirmada pelo prefeito da cidade, Cristiano Gerardão (Progressistas), na noite deste sábado (8)

De acordo com o prefeito, é a primeira vez que uma rocha com essas dimensões se desprende do paredão da represa de Furnas. 

"Se fosse algo que já tivesse sido detectado, se fosse algo que a gente tivesse visto que estava estar pra acontecer, obviamente a gente teria fechado os canyons. E isso que aconteceu hoje é algo que nunca tinha acontecido em Capitólio. A gente tem aqui os paredões, né? Quantos milhões de anos e foi algo que a gente nunca tinha visto há muitas gerações", disse.

Gerardão afirmou ainda que o local onde o acidente aconteceu está interditado. Ele disse também que as lanchas tinham autorização para estar na represa e que os passeios são regulamentados pela prefeitura. 

"O local está fechado até que seja feito um estudo, pela defesa civil, por geólogos e bombeiros. Enfim,a gente vai aguardar um laudo técnico pra gente poder reabrir, né? Elas [as lanchas] podiam estar ali naquele momento. É um passeio comum que nós temos. Nós temos a legislação dentro do município já há alguns anos que proíbe as lanchas atracarem dentro dos cânions, que proíbe as pessoas de nadarem dos cânions. Mas a entrada dentro dos canyons sempre foi permitida. Nós temos um fiscal que fica fazendo esse controle.", afirmou.

O chefe do Executivo Municipal de Capitólio informou que a prefeitura começou a prestar assistência social aos sobreviventes e familiares. 

"Nossa assistente social foi prestar atendimento às vítimas de ferimentos. O pessoal está muito abalado e a prefeitura, como eu falei, mobilizou toda a equipe de saúde e a Santa Casa da cidade para receber esses feridos. Amanhã a gente vai estar mobilizado novamente. A equipe da prefeitura está mobilizada aí o tempo todo pra poder dar assistência e auxílio", completou.

Luto oficial

Foi decretado, pela Prefeitura de Capitólio, luto oficial de três dias em memória das, até então, 7 pessoas que morreram na tragédia. 

Mais de 30 pessoas ficaram feridas no acidente, algumas delas estão em estado grave. As buscas no local foram interrompidas na noite deste sábado (8), mas serão retomadas no início da manhã de domingo (9).

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais