Carregando...

Cidades

Imagem: ANM / Divulgação

Atividades na barragem Casa de Pedra, em Congonhas, são suspensas devido às chuvas

Técnicos da prefeitura da cidade fazem uma vistoria nesta segunda-feira na estrutura

Por João Henrique do Vale

A CSN Mineração e a CSN decidiram, nesta segunda-feira, suspender temporariamente as operações de extração e movimentação na mina Casa de Pedra, em Congonhas, na Região Central de Minas Gerais. A estrutura é considerada a maior do mundo em área urbana. Segundo a mineradora, a paralisação é devido às intensas chuvas. 

"As companhias tomarão todas as medidas necessárias para a manutenção de sua operação, respeitando os cuidados necessários para garantir a segurança dos empregados e das comunidades, e espera retomada gradual das atividades assim que as condições climáticas permitirem”, informou, em comunicado enviado aos acionistas. 

Moradores de Congonhas já tinham acionados órgãos da cidade devido a um deslizamento na parede da barragem. Em vídeo publicado pela prefeitura, o prefeito Cláudio Antônio de Souza afirma que análises estão sendo realizadas na estrutura. 

“A Agência Nacional de Mineração (ANM) visitou a barragem junto aos técnicos da CSN. Equipes de técnicos do município visitaram e perceberam que há um vazamento de água na calha, que é normal quando ultrapassa os limites da barragem. Neste local, teria havido uma queda de talude natural. Esse talude, segundo os técnicos da CSN, não compromete a segurança da barragem”, explicou.  

Nesse domingo, a CSN informou, por meio de nota, que em função das chuvas intensas, ocorreram pequenos escorregamentos em terreno natural e não na barragem Casa de Pedra. “A empresa já está trabalhando nestas contenções, segue monitorando 24 horas por dia, por meio de instrumentos automatizados e piezômetros, que realizam leitura em tempo real e não detectaram nenhuma anomalia”.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais