Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. BH confirma transmissão comunitária da varíola dos macacos
Imagem: Leo Fontes/Rede 98

BH confirma transmissão comunitária da varíola dos macacos

Três pacientes não têm histórico de viagem a locais com casos confirmados da doença


Por Déborah Lima

Belo Horizonte já tem transmissão comunitária da varíola dos macacos. Isso significa que as autoridades de saúde não conseguem mais rastrear o primeiro paciente que originou as cadeias de infecção, ou quando esta já envolve mais de cinco gerações de pessoas.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, até a manhã desta quinta-feira (14), foram confirmados 18 casos de Monkeypox no município. São todos pacientes do sexo masculino, com idades entre 22 e 38 anos, em boas condições clínicas.

Do total de confirmados, 15 pacientes têm histórico de viagem a São Paulo, Rio de Janeiro ou país com transmissão comprovada. Os outros três pacientes não têm histórico de viagem a locais com casos confirmados da doença, o que confirma a transmissão comunitária em Belo Horizonte.

Não há casos em internação hospitalar no momento. Em todas as situações, os contactantes estão sendo monitorados. 

Transmissão comunitária

Ela difere dos casos importados (quando uma pessoa adquire o vírus em viagens ao exterior) e da transmissão local (quando alguém é contaminado por contato com alguém infectado em outro país).

As situações de transmissão comunitária significam que o vírus está mais disseminado, demandando cuidados mais efetivos.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais