Carregando...

Cidades

Imagem: Rovena Rosa/Agência Brasil

BH recebeu lote da Coronavac suspenso pela Anvisa, mas não aplicou doses

A capital mineira recebeu 2.720 doses de CoronaVac de lote que foi suspenso

Por João Henrique do Vale

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou neste sábado, 4, a interdição de 25 lotes da vacina Coronavac, que protege contra a covid-19. Ao todo, cerca de 12,1 milhões de doses tiveram o uso suspenso pela agência. A medida vale por até 90 dias. Belo Horizonte recebeu doses de um lote suspenso, mas não aplicou os imunizantes.

Segundo a agência, os 25 lotes de Coronavac interditados foram envasados em uma unidade fabril chinesa não inspecionada pela Anvisa e nem aprovada na Autorização de Uso Emergencial no Brasil. As doses foram enviadas pela Sinovac, parceira do Instituto Butantan no desenvolvimento e produção da Coronavac.

A Anvisa diz ter sido avisada pelo Butantan na noite de sexta-feira, 3, que as doses foram envasadas em local não inspecionado. Além destes lotes que já estão no Brasil, outros 17 com nove milhões de doses que também foram envasados em local não inspecionado pela Anvisa estão em tramitação de envio ao País.

Minas Gerais recebeu 823.400 doses da vacina. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG), os imunizantes serão recolhidos pelo Ministério da Saúde. 

A Prefeitura de Belo Horizonte afirmou, por meio de nota, que recebeu 2.720 doses de CoronaVac do lote 202107101H, que está entre os suspensos pela Anvisa. A Secretaria Municipal de Saúde informou que os imunizantes não foram distribuídos para as unidades e, sendo assim, não houve aplicação nos usuários. 

Veja a nota da Secretaria de Estado de Saúde sobe o caso:

"A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG) esclarece que, dentre os lotes que tiveram interdição cautelar pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o Estado de Minas Gerais recebeu e distribuiu o lote 202107101H da vacina do Instituto Butantan (Coronavac) para as suas Unidades Regionais de Saúde (URS) e para o município de Belo Horizonte no período de 1º/9 a 4/9.

Diante disso, a SES-MG recomendou que o lote 202107101H da vacina do Instituto Butantan (Coronavac) seja mantido em quarentena até a liberação por parte do Anvisa e que, caso as referidas doses já tenham sido distribuídas para as unidades básicas, as mesmas sejam recolhidas e enviadas para a Central Municipal de Rede de Frio, onde ficarão até orientação por parte da Agência Reguladora.

A SES-MG aguarda orientação do Ministério da Saúde sobre as providências que devem ser tomadas caso alguma dose do lote já tenha sido utilizada para a imunização". 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais