Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. BH tem média de 241 reclamações de ônibus por dia; saiba as linhas mais questionadas
Imagem: PBH / Divulgação

BH tem média de 241 reclamações de ônibus por dia; saiba as linhas mais questionadas

Ao todo foram 3.136 mensagens recebidas no WhatsApp da Prefeitura de Belo Horizonte


Por João Henrique do Vale

O canal criado pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) para receber reclamações dos usuários de ônibus recebe uma média diária de 241 mensagens. Ao todo, foram 3.136 notificações desde 12 de julho, uma dia após as empresas receberem o primeiro repasse de subsídio que vai chegar a R$ 237,5 milhões. Na próxima quarta-feira, um novo reforço no quadro dos veículos deverá ser feito pelas concessionárias

Dados da Superintendência de Mobilidade (Sumob) mostra que a maior insatisfação dos passageiros é em relação aos horários. Do total das mensagens recebidas pela administração municipal, 28% foi para o descumprimento dos horários. Em segundo lugar está a superlotação, com 21%. Em terceiro, a reclamação do quadro de horários, com 14%. 

As reclamações vêm diminuindo ao longo dos dias. Em 12 de julho, foram 562 mensagens. No dia seguinte, subiu para 719, e depois, caiu para 400. Na última semana, na segunda-feira foram 200 mensagens, na terça-feira, 280, quarta-feira, 229, quinta-feira, 208, e na sexta-feira, 127. 

Para registrar a reclamação, o usuário precisa mandar uma mensagem via Whatsapp para o número (31) 98472-5715 informando o problema, o horário da viagem e o número do veículo. De acordo com a prefeitura, as queixas são repassadas para as concessionárias.

Linhas mais reclamadas 

A linha que recebeu o maior número de reclamações desde o início do reforço por parte das empresas foi a linha 806 (Estação São Gabriel / Visto do Sol via Nazaré). Seguida da linha 823 (Estação São Gabriel / Bairro Vitória), 62 (Estação Venda Nova / Parque das Mangabeiras)

Aumento nas viagens 

A primeira parcela do subsídio de R$ 237,5 milhões foi depositada pela prefeitura em 11 de julho. Os consórcios do serviço convencional receberam R$ 90 milhões, enquanto que para o transporte suplementar foi repassado outros R$ 4,371 mi. Os recursos correspondem aos meses de abril a junho.

Após receber o primeiro repasse do subsídio, as empresas tiveram que aumentar 19.203 viagens diárias nos dias úteis típicos. No horário noturno, entre meia-noite e 3h59, o número de viagens deve ser superior a 528. 

No dia 27, o número de viagens em dias úteis deverá chegar a 21.708. O descumprimento de qualquer cláusula implicará na suspensão do subsídio.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais