Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. BH tem o maior acumulado de chuva em maio dos últimos sete anos
Imagem: Defesa Civil / Divulgação

BH tem o maior acumulado de chuva em maio dos últimos sete anos

Nas últimas 24 horas, choveu 52,9 milímetros na Região Centro-Sul da capital, onde é feita a leitura da média histórica


Por João Henrique do Vale

Moradores de Belo Horizonte foram surpreendidos por uma chuva atípica em maio. O tempo instável é provocado pela passagem de uma frente fria por Minas Gerais. Desde às 17h de quarta-feira, choveu 52,9 milímetros (mm) na Região Centro-Sul da capital, onde é feita a leitura da média histórica. O valor é o mais alto para o mês dos últimos sete anos. Fica atrás de 2015, quando a cidade recebeu um acumulado de 96,7 mm, o maior para período desde que teve início as medições do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), em 1911. 

O acumulado pode aumentar ainda mais. Isso, devido a previsão de mais chuva na cidade nas próximas horas. De acordo com a meteorologista Anete Fernandes, do Inmet, uma frente fria provoca instabilidade no tempo. “Temos previsão de chuva ainda nesta quinta-feira devido a passagem de uma frente fria pelo estado. Amanhã (sexta-feira) ainda tem possibilidade de precipitação”, comentou. 

Em algumas regiões de Belo Horizonte, o acumulado de chuva foi o dobro da média histórica, que é de 28,1 mm. Segundo a Defesa Civil, a região Oeste recebeu 73mm, Leste, 62 mm, Pampulha 61,4 mm, Nordeste, 59,4 mm, Venda Nova, 59 mm, Barrreiro, 58 mm, Noroeste, 56,2 mm, e Norte, 45,4 mm. 

Risco geológico 

A instabilidade no tempo também deixa um alerta para o risco de deslizamentos. A Defesa Civil emitiu um comunicado de atenção para todas as regiões de Belo Horizonte. Nas regionais Oeste, Venda Nova e Leste, o risco geológico é alto. No restante da cidade, é moderado. Com o solo encharcado, aumenta-se o risco de quedas de muros, deslizamentos e desabamentos.  

Caso note sinais de deslizamento, como, trincas nas paredes, rachaduras no solo, água empoçando no quintal ou portas e janelas emperradas, deve-se entrar em contato com a Defesa Civil pelo 199 imediatamente, e solicitar uma vistoria em sua residência.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais