Carregando...

Cidades

Imagem: Corpo de Bombeiros de MG

Bombeiros seguem buscas no local da tragédia em Capitólio

Homens da corporação agora buscam segmentos menores de corpos e vestígios das lanchas envolvidas no acidente para ajudar no inquérito

Por Marcello Oliveira

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais continua trabalhando na área do acidente nos cânions de Capitólio mesmo após o resgate dos 10 corpos das vítimas e sem registro de desaparecidos. 

O tenente Pedro Aihara, porta voz do Corpo de Bombeiros, explicou em entrevista ao Central 98, como funciona esta fase dos trabalhos na represa. “O impacto foi muito forte e a gente fala de um maciço rochoso como aquele quem em cada metro cúbico de rocha tem mais de uma tonelada e meia e você imagina um bloco que tem vários metros cúbicos e ainda tem a própria aceleração da gravidade indo em contato direto com aquela lancha e infelizmente em decorrência disso a gente teve uma fragmentação considerável de alguns corpos e a gente recuperou as partes mais consideráveis dessas vítimas que foram segmentadas, mas ainda existe um trabalho de recuperação dos segmentos menores e estamos falando de uma  grande área de busca, de cerca de 700 metros quadrados e uma profundidade de 11 a 15 metros então nossos mergulhadores fazem a recuperação desses segmentos e também de vestígios da lancha para ajudar no inquérito”, disse o tenente. 

Segundo Aihara, os pertences pessoais das vítimas também estão sendo recuperação para serem entregues às famílias. “É uma forma de oferecer um pouco de dignidade e acolhimento para alguém que passa por uma situação tão triste quanto essa, de pessoas que estavam ali para se divertir, para desfrutar de um atrativo natural e acabar se envolvendo em uma tragédia tão séria quanto essa”, completou. 

Não há data para finalização dos trabalhos do Corpo de Bombeiros  na região. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais