Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Campanhas de vacinação contra gripe e sarampo são prorrogadas em Minas
Imagem: Rovena Rosa/Agência Brasil

Campanhas de vacinação contra gripe e sarampo são prorrogadas em Minas

Devido a baixa adesão da população, as ações vão seguir até 24 de junho


Por João Henrique do Vale

Os moradores de Minas Gerais terão mais tempo para imunizar contra a gripe e o sarampo. As campanhas de vacinação foram prorrogadas devido a baixa adesão da população. As ações iriam terminar nesta sexta-feira. 

Para se ter uma ideia, somente 54,6% do público-alvo procurou os postos para se imunizar contra o vírus influenza. Já em relação ao sarampo a situação é ainda pior. A cobertura vacinal está em 47%. 

Para a gripe, a meta é de 90% de cobertura vacinal para os grupos prioritários. Em relação ao sarampo, a campanha de 2022 foi direcionada aos trabalhadores da saúde e crianças de seis meses a menores de 5 anos e a meta de cobertura vacinal é de 95%.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG), a prorrogação segue as orientações do Ministério da Saúde. “A SES-MG destaca a importância de as pessoas incluídas nos grupos para a vacinação nestas campanhas se dirigirem até a unidade de saúde para receberem a vacina”, informou. 

Público-Alvo 

A vacina contra a gripe será aplicada em idosos com 60 anos e mais, trabalhadores da saúde, crianças de 6 meses a 4 anos completos, gestantes, puérperas, povos indígenas, professores das escolas públicas e privadas, pessoas portadoras de comorbidades e doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais e pessoas com deficiência permanente. 

Além de caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros, trabalhadores portuários, profissionais das forças de segurança e salvamento e das forças armadas, funcionários do Sistema de Privação de Liberdade e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade em medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Devem se vacinar contra o sarampo crianças de 6 meses a 4 anos completos e trabalhadores da Saúde.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais