Carregando...

Cidades

CBTU suspende sétimo aumento na tarifa do metrô de BH em dois anos

A suspensão acontece depois de reunião entre o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho e a diretoria da empresa

Por João Henrique do Vale

O reajuste no preço da passagem do metrô de Belo Horizonte, que entraria em vigor neste sábado, está suspenso. Com isso, a tarifa, que passaria para R$ 4,50, vai continuar em R$ 4,25. À princípio, o valor mais caro será cobrado em 17 de abril, porém, poderá ser reavaliado. Este é o sétimo reajuste em menos de dois anos. 

A suspensão acontece depois de uma reunião entre o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, a diretoria da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). O adiamento foi justificado pelas medidas restritivas que entraram em vigor em Minas Gerais para conter o avanço da Covid-19. 

"Em Pernambuco e em Minas Gerais, estão sendo adotadas ações restritivas que vão se estender, ao menos, até o fim de março. Além disso, cerca de 80% dos passageiros da CBTU recebem até um salário-mínimo e meio por mês. Por isso, solicitamos a manutenção das tarifas atuais, de modo a dar, nesse período difícil, algum tipo de auxílio aos milhares de passageiros que utilizam os trens da companhia nestes estados", destacou o ministro Rogério Marinho.

Por meio de nota, a CBTU afirmou que “está atenta à necessidade de seus usuários e busca considerar o quadro social em suas decisões, de forma a garantir o acesso ao transporte rápido e de qualidade a centenas de milhares de pessoas todos os dias”.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais