Carregando...

Cidades

Imagem: Leo Fontes / Rede 98

“Colapso”: sem óleo diesel, empresa de ônibus de BH suspende operação a partir desta 5ª feira

Situação foi informada pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH); Viação Transoeste deixará de circular por tempo indeterminado

Por Lucas Rage

A Viação Transoeste, responsável por operar 88 veículos do transporte coletivo de Belo Horizonte, vai interromper as atividades por tempo indeterminado a partir de quinta-feira (13)

Informação foi comunicada pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH), e acontece devido a um “colapso” por parte da companhia.

“O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (SetraBH) lamenta informar a toda a população de Belo Horizonte, que duas empresas do Sistema de Transporte Coletivo da cidade entraram em colapso na tarde desta quarta-feira (12/01), por falta de óleo diesel em seus estoques e viabilidade financeira para contínua aquisição do insumo”, informou o Setra, por meio de nota

Além da Transoeste, outra empresa também pretende suspender as atividades no município nos próximos dias. Trata-se de uma companhia menor — que não teve o nome divulgado — pertencente ao Consórcio Pedro II. A concessionária opera 18 veículos no município, segundo o Setra-BH.

“O Setra-BH lamenta a crise e destaca que os maiores prejudicados serão os usuários que deixarão de ser atendidos pelas duas empresas. A entidade e os Consórcios Dez e Dom Pedro II estão em contato com o poder concedente para viabilizar uma solução emergencial para a crise”, continuou a entidade.  

O Setra-BH voltou a questionar os valores pagos às concessionárias de ônibus da capital. Segundo o representante das empresas de ônibus, “a conta não fecha”. O valor das passagens foi tema de repetidos encontros entre o Setra e a Prefeitura de Belo Horizonte, em dezembro de 2021. As reuniões culminaram com a redução da passagem do transporte público em 20 centavos, com a PBH assumindo os valores referentes à gratuidade de passageiros.

Veja a nota completa do Setra-BH

“COLAPSO NO SISTEMA TRANSPORTE COLETIVO POR ÔNIBUS DE BH

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (SetraBH) lamenta informar a toda a população de Belo Horizonte, que duas empresas do Sistema de Transporte Coletivo da cidade entraram em colapso na tarde desta quarta-feira (12/01), por falta de óleo diesel em seus estoques e viabilidade financeira para contínua aquisição do insumo. 

A Viação Transoeste informou nesta tarde, que suspende suas atividades por tempo indeterminado, a partir da manhã de quinta-feira (13/01). A Viação Transoeste possui 88 veículos no sistema da BHTrans.

Outra empresa do sistema, de menor porte (18 veículos no sistema) e pertencente ao Consórcio Dom Pedo II - anunciou que seus estoques de óleo diesel conseguem operar até o próximo domingo (16/01), que sem uma alternativa, suspendem suas atividades a partir da próxima semana. 

O SetraBH lamenta a crise e destaca que os maiores prejudicados serão os usuários que deixarão de ser atendidos pelas duas empresas. A entidade e os Consórcios Dez e Dom Pedro II estão em contato com o poder concedente para viabilizar uma solução emergencial para a crise. 

Cabe destacar que além dos insumos como o óleo diesel, que vem sofrendo aumentos constantes, todo o sistema está com extrema dificuldade de manter os salários de seus funcionários em dia tamanho é o desequilíbrio econômico-financeiro dos contratos e os efeitos deletérios da “Pandemia” no transporte público urbano em todo o país, com a redução gigantesca do número de passageiros.

Como manifestado em outras ocasiões, a conta não fecha, se algo não for feito para socorrer o sistema, outras empresas deverão anunciar em breve a suspensão de suas operações, com perdas incalculáveis para toda a sociedade e colocando em risco os Consórcios assim como ocorreu recentemente na cidade do Rio de Janeiro, onde três dos quatro consórcios operacionais entraram em “Recuperação Judicial”.

O SetraBH e os Consórcios Dez, Pampulha, Dom Pedro II e BH LESTE estão envidando os melhores esforços para uma solução urgente, mesmo tendo um contrato há muito desequilibrado econômica e financeiramente, na manutenção do serviço essencial à população”.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais