Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Com falta de Astrazeneca, BH aplica 2ª dose em moradores de 36 anos com a Pfizer
Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Com falta de Astrazeneca, BH aplica 2ª dose em moradores de 36 anos com a Pfizer

Governo de Minas afirma que o estado vai receber mais de 206 mil doses de Astrazeneca nesta quinta-feira


Por João Henrique do Vale

Moradores de 36 anos que foram aos postos de saúde de Belo Horizonte para receber a segunda dose da vacina contra a Covid-19 foram surpreendidos. O grupo recebeu, como primeira dose, o imunizante da Astrazeneca. Porém, ao chegar no posto nesta quinta-feira a dose disponível era da Pfizer. A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) afirma que está aplicando a vacina diferente por escassez da Astrazeneca. Alega, ainda, que a intercambialidade da vacina já foi comprovada ser eficaz.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) afirmou que vão chegar ao estado, ainda nesta quinta-feira, 206.250 doses da Astrazeneca. Os imunizantes vão ser encaminhados para a Central Estadual da Rede de Frio, em Belo Horizonte.

A Prefeitura de Belo Horizonte afirma que está aplicando a segunda dose das pessoas de 36 anos com a Pfizer, por ter, apenas, 5 mil doses de Astrazeneca no estoque. “O quantitativo disponível não é suficiente para imunizar todas as pessoas desta faixa etária, sendo necessárias cerca de 25 mil doses”, explicou.

A administração municipal esclarece que a intercambialidade da vacina AstraZeneca com a Pfizer já foi comprovada ser eficaz, “sem prejuízos adicionais de eventos adversos para as pessoas vacinadas”.

As doses de Astrazeneca serão necessárias para completar o esquema vacinal dos moradores de 23 anos. Porém, segundo a PBH, a aplicação da vacina vai acontecer no próximo mês. 

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais