Carregando...

Cidades

Imagem: Adão de Souza / PBH

Conselho de Ética da PBH abre investigação para apurar denúncia de caixa 2

O grupo se reuniu nesta terça-feira após denúncia do ex-chefe de gabinete do prefeito Alexandre Kalil (PSD)

Por João Henrique do Vale

Um procedimento de investigação foi aberto,  nesta terça-feira,  pelo Conselho de Ética da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) para apurar a denúncia de caixa 2 dentro do executivo municipal. A suspeita foi levantada pelo ex-chefe de gabinete do prefeito Alexandre Kalil (PSD), Alberto Lage,  que deixou o cargo há cerca de um mês. 

A abertura foi definida em reunião do Conselho de Ética realizada na tarde desta terça-feira. Por meio de nota,  a prefeitura informou que o Dr. Rodolfo Gropen, presidente do Conselho,  marcou um novo encontro para 8 de outubro. 

Fazem parte do grupo a Dra. Misabel Derzi, o Dr. Marcelo Leonardo e o Dr. Rômulo Ferraz.

A denúncia 

Alberto Lage denúncia irregularidades que seriam cometidas pelo atual secretário de Governo, Adalclever Lopes. O ex-chefe de gabinete afirma que Adalclever estaria usando a possibilidade de campanha de governador de Alexandre Kalil para arrecadar dinheiro. 

O financiamento para a campanha,  segundo a denúncia, contaria com recursos de empresas de ônibus, alvo de investigação na CPI da BHTrans na Câmara Municipal. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais