Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Consórcio de ônibus que tombou na Vilarinho será alvo de processo administrativo
Imagem: Corpo de Bombeiros/ Divulgação

Consórcio de ônibus que tombou na Vilarinho será alvo de processo administrativo

Veículo ultrapassava lotação permitida, no momento do acidente. Empresa Linha Verde terá que explicar o ocorrido ao DER/MG


Por Lucas Rage e João Henrique do Vale

O Consórcio Linha Verde, responsável pela manutenção do Move Metropolitano que tombou na manhã desta quinta-feira (20), na Avenida Vilarinho, será punido administrativamente pelo ocorrido. 

Decisão foi divulgada pelo Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG), responsável pela fiscalização das linhas metropolitanas. 

Segundo o DER/MG, a empresa "será alvo de um processo administrativo punitivo e deverá prestar esclarecimentos sobre o ocorrido''.

Ainda conforme o órgão, cabe ao consórcio explicar os motivos para a superlotação da linha, no momento do acidente. "Em condições normais, o limite máximo de passageiros permitido nesse veículo é de 77 pessoas (26 sentadas e 51 de pé). Segundo a deliberação do Comitê Covid-19, a lotação máxima do veículo, neste momento, deveria ser de 41 pessoas (26 sentadas e 15 de pé)". No momento do tombamento, o veículo transportava 93 pessoas. 

O DER/MG anunciou, ainda, vistoria completa da frota operada pelo Consórcio Linha Verde. "O Consórcio também deverá prestar esclarecimentos sobre a situação de manutenção da frota em operação. Em paralelo, a fiscalização do DER-MG vai promover uma vistoria completa na linha".

Itinerários normalizados 

A Secretaria de Infraestrutura do Estado de Minas Gerais, também por meio de nota, informou que os Itinerários dos ônibus metropolitanos deverão retomar os moldes pré pandemia, a partir de fevereiro.

"A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) informa que a partir de 1 de fevereiro, a oferta de linhas do transporte metropolitano será retomada no padrão pré-pandemia. Ou seja, as empresas não circularão mais com horários reduzidos em nenhum dos itinerários", disse.

Sobre o acidente

Um ônibus tombou, na manhã desta quinta-feira, na Avenida Vilarinho, na Região de Venda Nova. Aproximadamente 30 pessoas precisaram de atendimento médico.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o veículo é da linha 524R do Move Metropolitano, que faz o trajeto Terminal Justinópolis / Belo Horizonte. Testemunhas contaram que um dos eixos se desprendeu do ônibus enquanto ele se deslocava. Com o impacto, o veículo virou e tombou lateralmente em frente à estação Candelária, do Move, na pista sentido Bairro / Centro.

Posicionamento das empresas

Por meio de nota, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano (SINTRAM) afirmou que a frota do Move Metropolitano tem data de fabricação a partir de 2014, quando o sistema foi lançado. 

Sobre o acidente, comentou que “foi uma eventualidade e suas causas estão sendo investigado pelas autoridades competentes”. Ressaltou, ainda, que o veículo que se envolveu na ocorrência está com a manutenção e documentação em dia, conforme as determinações do órgão gestor. 

“Sobre a quantidade de passageiros no veículo, ainda não é possível afirmar o número de pessoas que estavam a bordo no momento do acidente. Cabe lembrar que o motorista não pode impedir a entrada dos passageiros, que muitas vezes preferem não aguardar para embarcar em um próximo ônibus, o que pode causar uma lotação atípica em alguns carros”, completou. 



Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais