Carregando...

Cidades

Imagem: Portal PBH / Reprodução

Dnit aprova acordo com a PBH para construção de área de escape no Anel Rodoviário

As obras serão realizadas pela Prefeitura de Belo Horizonte

Por João Henrique do Vale

Palco de graves acidentes,  o Anel Rodoviário pode finalmente pode ganhar uma área de escape. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) aprovou a celebração de um acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte para a construção da alternativa no Bairro Olhos D’Água,  na Região Oeste da capital. 

A aprovação do projeto aconteceu nessa segunda-feira pela diretoria colegiada do Dnit. Segundo o órgão, a  estimativa é celebrar o instrumento deste convênio esta semana. 

“Após a assinatura do convênio, o DNIT realizará a análise do projeto. O prazo total é de 12 meses para análise e formalização da aprovação do projeto. Não se trata da execução das obras. Isso deverá ocorrer em etapa posterior”,  afirmou. As obras serão realizadas próximo ao km 541, no trecho entre os bairros Buritis e Betânia, onde vários acidentes graves, a maioria com carretas, acontecem.

A área de escape é uma alternativa para evitar acidentes. Quando um motorista, principalmente de veículos de carga, estiver em situação de emergência, ele pode desviar a rota para essa pista. O trecho possui um material capaz de reduzir a velocidade do veículo. 

"A ANTT e a Via 040 já autorizaram o projeto (encomendado pela prefeitura de BH) e agora estamos na fase de oficialização do uso da faixa de domínio, que é de responsabilidade da ANTT e a questão ambiental, que cabe a nós fazer o cadastro dos indivíduos arbóreos no trecho em que vai ser construído e se der tudo certo, é uma obra que demora 150 dias sem chuvas para ser executada normalmente", explicou o diretor de Sistema Viário da BHTrans, José Carlos Mendanha Ladeira.

A Via 040, responsável pela administração de parte do Anel Rodoviário, inclusive o trecho onde a área de escape será construída, afirmou que aprovou, em agosto, o projeto técnico elaborado pela Prefeitura de Belo Horizonte. 

A Rádio 98 entrou em contato com a Prefeitura de Belo Horizonte e ainda aguarda um posicionamento sobre a construção da área de escape.

Discussão na Câmara 

A construção de uma área de escape no Anel Rodoviário ganhou fôlego neste ano na Câmara Municipal. Na última semana, aconteceu uma audiência pública para discutir o tema, onde participaram a Prefeitura de Belo Horizonte, a Sudecap, a BHTrans, a Via 040, o Dnit e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). 

De acordo com o vereador Irlan Melo (PSD), integrante da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário, a obra deve ser custeada pelo Ministério da Infraestrutura. “Essa área de escape tem um custo de R$ 4 milhões. Este custo está garantido pelos cofres municipais, mas o que tudo indica, quem irá bancar é o Ministério da Infraestrutura. O prazo de execução é de 150 dias e o convênio é de 12 meses”, explicou. 

O vereador comemorou mais um passo dado para a implantação da medida. “Vamos ter uma área de escape para salvar vidas no Anel Rodoviário, uma bandeira que nós carregamos desde o início do mandato e estamos vendo ela se concretizar”, finalizou. 

Em nota, a BHTrans afirmou que "a Prefeitura de Belo Horizonte já tem o projeto para construção de uma Rampa de Escape no Anel Rodoviário e o DNIT já aprovou o projeto. O que se discute agora é a maneira mais célere para a licitação e execução da obra e se será realizada pelo DNIT ou pela própria Prefeitura".

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais