Carregando...

Cidades

Imagem: André Luiz Freitas / UFMG

Famílias de Macacos retiradas por risco em barragem podem voltar para casa

Moradores foram retirados das casas em 2019 por causa do risco na Barragem B3/B4

Por João Henrique do Vale

Parte dos moradores de São Sebastião das Águas Claras, conhecido como Macacos, em Nova Lima, retirados de casas em 2019 por risco de rompimento de barragem, vão poder voltar para casa. O anúncio foi feito pela Vale nesta quinta-feira. Segundo a mineradora, a volta acontece após constatar a segurança do barramento. 

Em fevereiro de 2019, 100 famílias tiveram que sair de suas casas por causa do risco de rompimento da Barragem B3/B4. Elas residiam dentro ou nas imediações da Zona de Autossalvamento (ZAS)

Sem especificar o número de pessoas que poderão retornar para a residência, a Vale afirmou que o retorno acontece “ante acordo firmado com Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e em razão do estudo de mancha definitiva da barragem, auditado por consultoria do órgão”.

A mineradora ressalta que a “realocação havia sido realizada de forma preventiva em 2019, visando a segurança dessas famílias, até que o estudo da mancha definitiva fosse concluído e protocolado, o que foi feito em novembro de 2020”

As famílias possuem direito a uma indenização, e o retorno está condicionado à verificação da condição de habitabilidade do imóvel, conforme consta em Termo de Compromisso firmado com a Defensoria Pública de Minas Gerais.

As famílias que residiam dentro da ZAS permanecerão em hotéis, pousadas e moradias escolhidas por elas até que a indenização seja concluída. A empresa arca com as despesas fixas (aluguel, IPTU, água e luz), cesta básica e gás. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais