Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. FIEMG entrega primeiras 10 mil cestas básicas em cidades atingidas pelas chuvas
Imagem: IMPRENSA MG

FIEMG entrega primeiras 10 mil cestas básicas em cidades atingidas pelas chuvas

Alimentos começaram a ser enviados para atingidos pelas chuvas fortes no início desta semana


Por Da Redação

A cidade de Montes Claros, no Norte de Minas, começou a receber, nesta segunda-feira (03), a primeira remessa de cestas básicas adquiridas pelo Sistema FIEMG para distribuição entre moradores afetados pelas fortes chuvas na região. Segundo a Federação, até a próxima quinta-feira (06), 10 mil kits de alimentos chegarão ao município. 

A FIEMG adquiriu, com recursos próprios, 20 mil cestas básicas e cinco mil kits de higiene pessoal. Todo o quantitativo será entregue a cidadãos do Vale do Jequitinhonha e do Norte de Minas. A definição dos municípios que receberão os donativos é feita conforme orientação da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC), do Governo de Minas, e acompanhada pelas equipes regionais da FIEMG. 

As 10 mil cestas básicas que começaram a chegar em Montes Claros nesta segunda-feira serão redistribuídas a 80 cidades da região que mais sofreram impactos com as tempestades do fim do ano. Já as demais cestas adquiridas pela FIEMG serão entregues em Belo Horizonte na quarta-feira (06) para serem repassadas para outros municípios.

Base industrial

O Sistema FIEMG trabalha na mobilização de indústrias e empresas para a arrecadação de mais dinheiro. Até  a última segunda-feira (03), já estava confirmadas as doações de mais de R$ 392 mil (o que permitirá a compra de mais 10 mil cestas, totalizando 30 mil), além de 24,5 mil litros de leite do Sindicato da Indústria de Laticínios do Estado Minas Gerais (SILEMG); e seis mil litros de leite da Embaré/ Camponesa. Veja o compilado:

- Gerdau: R$ 100 mil;

- SINDIFER MG: R$ 24,5 mil

- CrediFIEMG: R$ 10 mil;

- SILEMG: 10 mil litros de leite do SILEMG

- Localiza: R$ 100 mil;

- MRV: R$ 100 mil;

- Usiminas: R$ 50 mil;

- Embaré/ Camponesa: seis mil litros de leite.

 "A FIEMG decidiu fazer uma campanha com os nossos associados e indústrias na captação de recursos para que a gente compre, ou mesmo na captação dos próprios produtos, como itens de cesta básica, de higiene pessoal, e de vestuário, para que a gente faça a doação para esses municípios mais atingidos. E vamos trabalhar, agora, para captar um volume maior do que esse para que essas pessoas que perderam tudo, nesse momento, possam ser acolhidas pelo resto dos mineiros", explicou o presidente do Sistema FIEMG, Flávio Roscoe.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais