Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Flagrantes de motoristas alcoolizados sobem 5% em BH e 24,7% em Minas
Imagem: Sejusp/Divulgação

Flagrantes de motoristas alcoolizados sobem 5% em BH e 24,7% em Minas

Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp)


Por João Henrique do Vale

O acidente na Rua Jacui, no Bairro Ipiranga, na Região Nordeste de Belo Horizonte, deixou um morto, dois feridos, e um alerta. O motorista responsável pela batida estava embriagado. A mistura de álcool e direção vem crescendo na capital mineira e em Minas Gerais. Somente em BH, o número de condutores flagrados conduzindo veículos após o consumo de bebidas alcoólicas aumentou 5% em 2021. Em todo território mineiro a alta é ainda maior no período, 24,7%. 

Dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) mostram que em 2021, 626 motoristas foram flagrados na condução de veículos sob influência de álcool ou substância psicoativa. Uma média de quase dois casos por dia. Em 2020, foram 593 pessoas detidas na mesma situação, e 2019, foram 589. 

Em todo o estado de Minas Gerais a alta é ainda mais significativa. No ano passado, foram 14.953 pessoas detidas por consumir bebidas alcoólicas e dirigir, média de 40 por dia. Em 2020, foram 11.989 flagrantes, e 2019, 9.403. 

Vale lembrar que os motoristas que cometem infração de trânsito, ou seja, o teste de bafômetro indicou entre 0,05 e 0,33 mg/l, têm a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida e receberam multas no valor de R$ 1.915,40. 

No caso dos crimes, quando o teste do bafômetro aponta índices superiores a 0,33 mg/l, os condutores tiveram a habilitação recolhida e receberam multas no valor de R$ 2.934,70. 

Acidente na Rua Jacui

Na madrugada dessa terça-feira, um motorista com sinais de embriaguez foi preso após um acidente que terminou com uma morte e uma pessoa ferida. Segundo as investigações, o condutor ao avistar uma fiscalização de trânsito, fugiu do local, bateu em outro automóvel e atropelou três pedestres, sendo duas mulheres e um homem.

Uma mulher, de 56 anos, morreu no local. O homem já tinha sido flagrado três vezes pelo crime de embriaguez ao volante e estava com a habilitação suspensa. “O condutor é contumaz infrator das leis de trânsito. No ano passado, ele foi preso três vezes pelo crime de embriaguez ao volante, nos meses de abril, maio e setembro. Nas ocasiões, como não houve vítimas, ele teve facultado seu direto à fiança para liberação. Foram instaurados os Processos Administrativos pelo Detran-MG para a suspensão do direito de dirigir e foram aplicadas as multas, assim como nos dois anos anteriores”, explicou o delegado Rodrigo Fagundes, da Divisão Especializada em Prevenção e Investigação a Crimes de Trânsito (DEPICT). 

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais