Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Governo lança edital para concessão da Rodoviária de BH e estações do Move
Imagem: Agência Minas / Divulgação

Governo lança edital para concessão da Rodoviária de BH e estações do Move

Além da rodoviária, serão concedidos à iniciativa privada cinco terminais e 17 estações do transporte metropolitano


Por João Henrique do Vale

O Terminal Rodoviário Governador Israel Pinheiro (TERGIP),  a rodoviária de Belo Horizonte, já tem dia para ser concedida à iniciativa privada. O Governo de Minas lançou o edital de concessão, nesta segunda-feira, e o leilão deve acontecer até o fim de março.  Além da rodoviária,  cinco terminais e 17 Estações Metropolitanos, também serão entregues ao setor privado. 

Os interessados terão até 10 de março para apresentar a proposta. O leilão está previsto para 14 do mesmo mês. O prazo de concessão será de 30 anos e a expectativa é que, neste período, sejam investidos cerca de R$ 116 milhões pelo futuro operador.

Melhorias previstas

A Rodoviária de Belo Horizonte tem mais de 45 mil metros quadrados. Diariamente m,  passam por lá uma média de 40 mil pessoas . São,  ao todo, 230 linhas de ônibus que operam no local. O imóvel também abriga  um centro comercial, com serviços de alimentação, bancos e Correios.

Já os terminais e estações do Move Metropolitano  estão em diversos municípios, como Sarzedo, Ibirité, Ribeirão das Neves, Vespasiano e Santa Luzia, com operação de 113 linhas de ônibus e movimentação diária de aproximadamente 900 mil pessoas. 

O subsecretário de transporte e mobilidade, Gabriel Farjado, afirma que melhorias serão feitas já nos seis primeiros meses. "O prazo de transição será de 25 dias. O contrato entra em vigência no primeiro semestre de 2022, e os seis primeiros meses temos, no contrato, a previsão de reformas de banheiros, fraldários, escadas rolantes, e wi-fi gratuito. É uma obrigação das concessionárias", disse. Em um segundo momento, estão previstas obras estruturais e aumento de capacidade, se for o necessário.

Aumento da tarifa?

Farjado afirma que as tarifas não serão reajustadas com a concessão. Somente será válido o que está no contrato com as empresas de ônibus. "Importante ressaltar que não está previsto um reajuste da tarifa além da inflação.Os passageiros do transporte coletivo intermunicipal e metropolitano devem saber que não tem previsão de aumento de tarifa", comentou. 

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais