Carregando...

Cidades

Imagem: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Incêndio atinge a Serra do Gandarela, na Grande BH

Homem foi visto por testemunhas ateando fogo na mata às margens da Estrada Real

Por João Henrique do Vale

Minas Gerais segue sofrendo por causa dos incêndios. Militares do Corpo de Bombeiros combatem, na tarde desta segunda-feira, as chamas que consomem a vegetação na Serra do Gandarela, em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte. A suspeita é que o fogo se iniciou de forma criminosa. 

Testemunhas contaram aos militares que um homem passou às margens da Estrada Real e ateou fogo em uma mata. As chamas se espalharam rapidamente para a área da Serra. Com o tempo seco e os ventos fortes, o incêndio se alastrou rapidamente. 

O combate às chamas teve início ainda de manhã, quando cinco focos queimavam a serra em pontos distintos. 

Destruição no Parque das Mangabeiras 

Com a baixa umidade relativa do ar e o calor, as ocorrências de incêndios vêm aumentando na Grande BH. De acordo com o Corpo de Bombeiros, somente de sexta-feira até esta segunda-feira, foram registradas quase 300 chamadas de incêndios em vegetação. 

Um deles foi registrado no Parque das Mangabeiras, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Depois de dois dias de combate, os bombeiros conseguiram controlar às chamas que atingiram a área de conservação. 

As chamas tiveram início na tarde de domingo, fora de uma área do parque. Porém, se espalharam rapidamente para dentro da unidade de conservação. As causas ainda estão sendo investigadas. A área destruída ainda não foi mensurada.  

Ocorrências em áreas de conservação

Nesta segunda-feira, o Instituto Estadual de Florestas (IEF) atua no combate a incêndios em seis unidades de conservação em Minas Gerais. São elas: Reserva de Desenvolvimento Sustentável Veredas do Acarí, no município de Chapada Gaúcha; Parque Estadual Serra do Papagaio, nos municípios de Alagoa e Pouso Alto; Parque Estadual Floresta da Baleia, em Belo Horizonte; Refúgio de Vida Silvestre Libélulas Serra de São José, nos municípios de Coronel Xavier Chaves e Santa Cruz de Minas; Refúgio de Vida Silvestre Macaúbas, em Lagoa Santa; e Parque Estadual Serra do Brigadeiro, no município de Pedra Bonita. 

De acordo com o IEF, os brigadistas atuam junto com funcionários das unidades e brigadas voluntárias parcerias. Há empenho de veículos 4x4, 4x2, aeronaves e demais equipamentos utilizados no combate. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais