Carregando...

Cidades

Imagem: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Incêndios atingem 17 unidades de conservação de Minas nesta terça-feira

Brigadistas do Instituto Estadual de Florestas e o Corpo de Bombeiros, tentam conter as chamas desde as primeiras horas do dia

Por João Henrique do Vale

Minas Gerais segue sofrendo com os incêndios florestais. Somente nesta terça-feira, 17 unidades de conservação do estado estão em chamas. Brigadistas do Instituto Estadual de Florestas e o Corpo de Bombeiros, tentam conter as chamas desde as primeiras horas do dia.

No Parque do Itacolomi, em Ouro Preto, na Região Central de Minas, as chamas estão controladas. O fogo destruiu uma grande área da unidade.

Brigadistas seguem monitorando a região para evitar que o fogo volte a se alastrar.

A visitação ao parque foi suspensa, por causa dos riscos. As causas do incêndio ainda são investigadas. 

Ano crítico

Como a Rede 98 mostrou nessa segunda-feira, a situação das queimadas em Minas é crítica. De janeiro até esse domingo, os satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) já detectaram 9.128 focos de incêndio. Os números colocam 2021 como o terceiro ano mais crítico em relação as ocorrências desde 1998.

Desde 1998, somente em dois anos tivemos mais focos de incêndio em Minas Gerais do que em 2021. De acordo com o Inpe, o período com mais queimadas foi 2007, quando foram registradas, pelos satélites, 10.547 focos. Em seguida, vem 2010 que teve 9.760 focos de incêndio

Veja as unidades com ocorrências de incêndio

- Parque Estadual Lagoa do Cajueiro, incêndio atinge o entorno da unidade em Matias Cardoso;

- Parque Estadual do Itacolomi, incêndio atinge o entorno e área interna da unidade em Ouro Preto;

- Parque Estadual Sete Salões, incêndio atinge o entorno da unidade em Resplendor;

- Refúgio de Vida Silvestre Serra das Aroeiras, incêndio atinge a área interna da unidade em Pedro Leopoldo;

- Área de Proteção Ambiental (APA) Rio Pandeiros, incêndio atinge a área interna da unidade em Bonito de Minas e Januária;

- Floresta Estadual do Uaimii, incêndio atinge a área interna da unidade em Ouro Preto;

- Parque Estadual Serra do Papagaio, incêndio atinge a área interna da unidade em Itamonte e Alagoa;

- Área de Proteção Ambiental Alto do Mucuri, incêndio atinge a área interna da unidade em Itaipé e Ladainha;

- Parque Estadual Grão Mogol, incêndio atinge o entorno da unidade em Grão Mogol;

- Área de Proteção Ambiental Cochá e Gibão, incêndio atinge a área interna da unidade em Bonito de Minas;

- Parque Estadual Pico do Itambé, incêndio atinge o entorno da unidade em Serro;

- Monumento Natural Estadual Serra da Moeda, incêndio atinge o entorno da unidade em Itabirito;

- Parque Estadual do Biribiri, incêndio atinge o entorno da unidade em Diamantina;

- Refúgio de Vida Silvestre Rio Pandeiros, incêndio atinge a área interna da unidade em Januária;

- Parque Estadual Serra do Cabral, incêndio atinge o entorno da unidade em Joaquim Felício e Buenópolis;

- Área de Proteção Ambiental Serra do Sabonetal, incêndio atinge a área interna da unidade em Itacarambi;

- Parque Estadual Sagarana, incêndio atinge o entorno da unidade em Riachinho;

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais