Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Justiça do Trabalho determina cumprimento de escala mínima do metrô de BH nos horários de pico
Imagem: CBTU / Divulgação

Justiça do Trabalho determina cumprimento de escala mínima do metrô de BH nos horários de pico

Descumprimento prevê multa de R$ 30 mil por dia; segundo metroviários paralisação agendada para segunda-feira (21) não terá circulação em horários de pico


Por Lucas Rage

A Justiça do Trabalho determinou que seja cumprida a escala mínima do metrô de Belo Horizonte na próxima segunda-feira (18), quando será deflagrada a paralisação dos metroviários da capital mineira.

Decisão publicada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) é assinada pelo Desembargador Fernando Luiz Gonçalves Neto, e estabelece multa diária de R$ 30 mil para descumprimento da escala nos horários de pico (de 5h30 às 10h e das 16h30 às 20h). A decisão foi assinada em 30 de dezembro de 2021, a pedido da CBTU e, segundo o TRT, ainda está em vigor.

A paralisação do metrô foi definida em assembleia geral realizada pela categoria na quarta-feira (16).  Segundo o Sindicato dos Empregados em Transportes Metroviários e Conexos de Minas Gerais (Sindimetro-MG), os trens irão circular apenas entre 10h e 17h, ficando fora de operação durante os horários de pico.

Os trabalhadores questionam a venda da CBTU e reivindicam a possibilidade de transferência para outras unidades da companhia ou órgãos federais.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais