Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Justiça mantém preso integrante de grupo que atacou banco no Sul de Minas
Imagem: Reprodução/Redes Sociais

Justiça mantém preso integrante de grupo que atacou banco no Sul de Minas

Homem é acusado de ser o olheiro da organização criminosa de Itajubá


Por Da Redação

A Justiça Federal vai manter preso o homem acusado de ser o olheiro da organização criminosa que atacou um banco em Itajubá, na Região Sul de Minas.

Ele seria solto nesta segunda-feira, após liberdade provisória concedida pelo mesmo órgão. Porém, o Ministério Público Federal (MPF) entrou com um recurso e conseguiu reverter a decisão.

A soltura foi decidida pelo juiz federal Gustavo Moreira Mazzilli. Segundo ele, não havia nenhum elemento que indique que o preso é um criminoso de alta periculosidade.

De acordo com os autos, o homem atuou como olheiro no ataque à agência da Caixa Econômica Federal. Ele é natural de São Paulo e tem 33 anos. A Polícia Militar apontou que ele era um dos responsáveis por ser o batedor do bando.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais