Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Maioria das internações e mortes por COVID-19 são de não-vacinados no Norte de Minas
Imagem: HUCF - Unimontes

Maioria das internações e mortes por COVID-19 são de não-vacinados no Norte de Minas

Números comprovam que vacinação reduz letalidade. Secretaria de Saúde afirma que 71,39% das internações e 63,79% dos óbitos pela doença são de pessoas que não garantiram a imunização


Por Agência Minas

Com o alcance de 1.171.909 pessoas (72,55% da população) que já tomaram duas doses de vacinas contra a COVID-19 (AstraZeneca, Coronavac, Pfizer/BioNtech ou a dose única da Janssen), a macrorregião de saúde do Norte de Minas apresenta alta redução na taxa de letalidade da doença.

No ano passado, a taxa atingiu o pico de 2,03% com a notificação de 1.926 óbitos e, neste ano, caiu para 0,17% com o registro de 100 mortes causadas pela doença.

“Nesse contexto é importante destacar que enquanto a vacinação da população avança, há a redução das internações tanto em leitos clínicos como nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI), além de gradativa queda de óbitos”, avalia a coordenadora de vigilância em saúde da Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Montes Claros, Agna Soares da Silva Menezes. 

Boletim Epidemiológico elaborado este mês pela SRS Montes Claros revela que entre dezembro do ano passado e fevereiro deste ano, 71,39% das pessoas que foram internadas com diagnóstico para covid-19 não haviam sido imunizadas contra a doença. Por outro lado, dos 100 óbitos registrados neste ano por causa da doença, 63,79% eram de pessoas não vacinadas.

“Os dados reforçam que a vacinação contra a covid-19 é de fundamental importância para que ocorra a redução dos casos graves da doença e, consequentemente, diminuição dos óbitos. Mesmo com o aumento dos casos de covid-19 notificados em fevereiro deste ano, em virtude da circulação da variante Ômicron, o número de óbitos não acompanhou a elevação da incidência da doença”, ressalta Agna Menezes. 

Outro dado importante que reflete o resultado do avanço da vacinação contra a covid-19 no Norte de Minas é o fato de que, até o dia 9 de março, de 100 pacientes internados em UTIs, 11 estavam diagnosticados com covid-19. Isso representa 5,24% de taxa de ocupação de leitos. Por outro lado, de 1.030 pacientes internados em leitos clínicos nos hospitais da região, 31 estavam com diagnóstico de covid-19. 

Cobertura vacinal

Nesta terça-feira, 15 de março, os 86 municípios que compõem a macrorregião de saúde do Norte de Minas contabilizaram a aplicação da primeira dose de vacinas contra a covid-19 em 1.284.730 pessoas. Isso representa 79,53% da população com idade acima de 12 anos. A aplicação da dose de reforço (terceira) alcançou 430.591 pessoas (33,01% da população). 

Por outro lado, a aplicação da primeira dose de vacinas em crianças com idade entre 5 e 11 anos chegou a 46,60% do público alvo. Ao todo, 79.383 crianças já iniciaram o esquema vacinal contra o novo coronavírus. Outras 3.331 crianças já tomaram a segunda dose de vacina Coronavac ou da Pfizer/BioNtech, o que representa 1,96% desse público residente no Norte de Minas.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais