Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Mais de 600 aposentados de BH têm salários suspensos por deixar de fazer prova de vida
Imagem: Rodrigo Clemente / PBH

Mais de 600 aposentados de BH têm salários suspensos por deixar de fazer prova de vida

O benefício será retomado se o interessado comparecer presencialmente a qualquer agência ou posto de atendimento do Banco Bradesco


Por João Henrique do Vale

A Prefeitura de Belo Horizonte fez um alerta para 638 aposentados e pensionistas municipais, que fazem aniversário de julho, que não realizaram a prova de vida. Os salários dessas pessoas estão suspensos. 

O benefício será retomado se o interessado comparecer presencialmente a qualquer agência ou posto de atendimento do Banco Bradesco. No local, o aposentado deverá se dirigir a um terminal de autoatendimento, seguir as orientações e imprimir o comprovante, garantindo que o recadastramento foi efetivado.

Segundo a PBH, o salário será retomado no mês seguinte ao da realização do procedimento, respeitando a data de processamento da folha

A prova de vida é obrigatória e pretende certificar que o beneficiário está vivo e, assim, inibir possíveis irregularidades no recebimento de salário por terceiros.

Ao todo, 1.565 aniversariantes de julho deveriam ter realizado o procedimento até 31 de julho.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais