Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Metroviários mantêm greve e escala mínima será mantida até 17 de janeiro
Imagem: CMBH/Divulgação

Metroviários mantêm greve e escala mínima será mantida até 17 de janeiro

Trabalhadores se reuniram na tarde desta terça-feira e decidiram manter a paralisação


Por João Henrique do Vale

O metrô que liga Belo Horizonte a Contagem vai continuar operando somente em horários de pico até, ao menos, 17 de janeiro. A decisão foi tomada pelos metroviários, na tarde desta terça-feira, em assembleia realizada na Praça da Estação. Com isso, as estações ficam abertas de 5h30 até 10h, e depois, de 16h30 até 20h. 

A principal reivindicação dos metroviários é a suspensão dos efeitos da Resolução 206/2021, expedida pelo Conselho do Programa de Parceiras e Investimentos da Presidência da República, que determinou a cisão da CBTU e a transferência dos empregados da matriz de Belo Horizonte, no contexto da privatização da empresa. 

De acordo com o presidente do Sindicato dos Empregados em Transportes Metroviários e Conexos de Minas Gerais (Sindimetro/MG), Romeu Machado, os trabalhadores cobram o início de diálogo com o Governo Federal. “Acabamos de manter a greve em escala mínima, à princípio até 17 de janeiro, quando teremos outra assembleia. Queremos a abertura de diálogo por parte da União. Além disse, vamos esperar respostas aos questionamentos que serão juntados no processo no Tribunal Regional do Trabalho (TRT/MG)”, afirmou. 

Por meio de nota,  a CBTU afirmou que não cabe à companhia a decisão para suspender parcialmente a portaria que impulsiona o processo de privatização da empresa, razão porque defende o fim do movimento grevista, ratificando o posicionamento do Ministério Público e do Poder Judiciário. Ressaltou,  ainda, que as negociações do Sindicato com o governo já estão em curso em procedimento de mediação junto ao Ministério Público do Trabalho, iniciada anteriormente à própria paralisação.


Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais