Carregando...

Cidades

Metroviários mantêm paralisação para esta quinta-feira para cobrar vacinação

A categoria quer prioridade na vacinação contra a Covid-19

Por João Henrique do Vale

Os usuários do transporte público de Belo Horizonte devem ficar atentos. Os metroviários decidiram manter a paralisação de 24 horas nesta quinta-feira. O ato é para cobrar uma data para a vacinação da categoria. 

A decisão de manter a paralisação foi tomada em assembleia realizada nessa terça-feira pelo Sindicato dos Empregados em Transportes Metroviários e Conexos de Minas Gerais (Sindimetro/MG).

Representantes dos metroviários se encontraram na segunda-feira com o prefeito Alexandre Kalil (PSD) para cobrar a vacinação da categoria e dos rodoviários da capital mineira. Na conversa com o chefe do executivo, ficou definido que os metroviários iriam fazer um levantamento de quantas pessoas seriam vacinadas. Kalil adiantou, porém, que não há vacinas suficientes para todos. 

Por meio de nota, a Prefeitura de Belo Horizonte afirmou que segue as orientações do Plano Nacional de Operacionalização da vacinação contra a Covid-19, do Ministério da Saúde. “O município não tem autonomia para alterar as ordens de público prioritário indicadas pelo Ministério da Saúde, tendo assim que seguir as regras informadas para a imunização”, informou. 

A administração municipal completou dizendo que é imprescindível que novas remessas de vacinas sejam entregues pelo Ministério da Saúde.

A Rádio 98 entrou em contato com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e ainda aguarda um posicionamento sobre o assunto. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais