Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Minas investiga dois casos de varíola dos macacos
Imagem:

Minas investiga dois casos de varíola dos macacos

Um dos moradores com suspeita da doença morreu no último fim de semana


Por João Henrique do Vale

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG) investiga dois casos suspeitos de varíola dos macacos. Um homem, morador de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, morreu no último sábado com sintomas da doença. Outra notificação é apurada em Ituiutaba, na mesma região. 

De acordo com a pasta, os casos não têm histórico de deslocamentos ou viagens para o exterior. As pessoas que tiveram contato com os dois pacientes estão sendo monitorados. 

Amostras de material genéticos dos dois moradores estão sendo encaminhadas para a Fundação Ezequiel Dias (Funed) para investigação. 

Casos confirmados no Brasil 

O Brasil já confirmou três casos da doença. O último deles foi divulgado ontem, pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde do Rio Grande do Sul

O diagnóstico foi confirmado laboratorialmente, no domingo, pelo Instituto Adolf Lutz de São Paulo. Trata-se de um paciente residente em Porto Alegre, do sexo masculino, 51 anos, que viajou para Portugal, com retorno ao Brasil no dia 10 deste mês.

Os outros casos confirmados são de moradores de São Paulo. Estão em investigação seis casos suspeitos. Todos seguem isolados e em monitoramento.

Transmissão e prevenção

No geral, a varíola dos macacos pode ser transmitida pelo contato com gotículas exaladas por alguém infectado (humano ou animal) ou pelo contato com as lesões na pele causadas pela doença ou por materiais contaminados, como roupas e lençóis. Uma medida para evitar a exposição ao vírus é a higienização das mãos com água e sabão ou álcool gel.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais