Carregando...

Cidades

Imagem: Sumaia Villela/Agência Brasil

Minas já pode ter caso comunitário da variante Mu, segundo secretário de saúde

O líder da pasta afirma que variante Delta deve se tornar predominante do Estado

Por João Henrique do Vale

A possibilidade da confirmação da transmissão da variante Mu no território mineiro é alta. A afirmação foi dada, nesta terça-feira, pelo Secretário de Estado de Saúde (SES/MG), Fábio Bacheretti. O líder da pasta afirma, ainda, que a variante Delta será predominante no Estado entre duas a três semanas. 

Ao todo, Minas já confirmou sete casos da variante Mu, que foi identificada, inicialmente, na Colômbia. “A Mu tem uma mutação menos importante do que a Delta. Nossa preocupação ainda é a Delta pelo tipo de mutação”, explicou. A variante Delta foi identificada na Índia e tem uma característica que preocupa as autoridades por ser mais transmissível. 

Velocidade na vacinação 

O Governo de Minas vai mudar a estratégia para acelerar, ainda mais, a vacinação dos mineiros. Os municípios que já tiverem com a vacinação completa dos moradores acima de 18 anos, vão repassar as doses de Coronavac para as cidades que ainda não completaram este ciclo. 

“Governo conversa com cada município. Temos 404 cidades que chegaram na vacinação de 18 anos de forma oficial. Temos outras várias que ainda não oficializaram. Vamos, agora, na expectativa de redistribuir as Coronavacs que estão paradas nestes municípios, pois não pode ser usada como reforço e nem para adolescentes”, explicou. 

A única dose autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para adolescentes de 12 a 18 anos é a Pfizer. Já o reforço para os idosos, neste primeiro momento, está sendo feito com o mesmo imunizante. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais