Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Ministério Público de Minas Gerais pede banimento da Máfia Azul e Galoucura dos Estádios por um ano
Imagem: Breno Pataro / PBH / Divulgação

Ministério Público de Minas Gerais pede banimento da Máfia Azul e Galoucura dos Estádios por um ano

Orientação acontece após conflito entre torcidas organizadas, antes do clássico entre Atlético e Cruzeiro; uma pessoa morreu


Por Lucas Rage

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) quer banir a presença das torcidas organizadas Galoucura e Máfia Azul dos estádios, pelo período de um ano.

Recomendação foi divulgada nesta terça-feira (15) pelo órgão, e acontece após confronto entre torcedores antes do clássico entre Atlético e Cruzeiro. O confronto aconteceu no último dia 7 de março, no Bairro Boa Vista, e terminou na morte de Rodrigo Marlon Caetano, de 25 anos, baleado no peito.

Além do banimento, o MPMG orienta que representantes das torcidas mantenham distância do entorno dos estádios do país em dias de jogos, em um raio de cinco mil metros.

“O banimento consiste na proibição do uso, porte e exibição de qualquer vestimenta, faixa, bandeira, instrumento musical ou qualquer objeto que possa caracterizar a presença da torcida nos estádios ou seus respectivos entornos nos dias de jogos”, completa o MPMG.

O órgão orienta ainda a proibição de cantos e quaisquer menções às organizadas Mafia Azul e Galoucura, dentro dos estádios. A orientação é estendida, inclusive, a entidades que regulamentam competições, para que clubes sejam punidos caso cantos e similares com menção às torcidas aconteçam durante os jogos.

No começo da noite, a Federação Mineira de Futebol emitiu nota informando o recebimento da recomendação da MPMG

"A Federação Mineira de Futebol informa que recebeu a determinação do Ministério Público de Minas Gerais sobre o banimento das torcidas organizadas Máfia Azul e Galoucura dos estádios em todo o Brasil, e que acatará o ofício, transformando-o em resolução".

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais