Carregando...

Cidades

MP faz operação em investigação sobre construção da Cidade Administrativa

Mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo

Por João Henrique do Vale

Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) faz uma operação na manhã desta quarta-feira no âmbito da investigação que apura possíveis irregularidades na construção da Cidade Administrativa de Minas Gerais. Estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em São Paulo e no Rio de Janeiro. O inquérito apura os crimes de peculato, corrupção, e lavagem de dinheiro. 

De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) os alvos da operação são empresas e funcionários que participaram da construção da sede do Governo de Minas. Os agentes cumpriram as ordens judiciais em três residências e nove empresas.

A operação foi montada após acordos de colaboração premiada firmados pelo MPMG. Segundo as investigações, as empresas teriam sido utilizadas para fornecer recursos destinados ao pagamento de propina a agentes políticos e públicos, bem como para atuar na lavagem de dinheiro.

Além das empresas, as ordens judiciais autorizaram as buscas na residência de investigados que operaram os recursos obtidos de forma ilícita.

A operação conta com o apoio da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) e da Secretaria de Fazenda de Minas Gerais (SEF/MG); dos Gaecos do Ministério Público de São Paulo (MPSP) e do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ); e da Polícia Civil de São Paulo (PCSP).

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais